sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

A festa de natal do filho

E resumiu-se mesmo a um convívio. Correu bem, foi giro, mas ficou a faltar aquela magia de festas de natal! É a minha opinião, claro!
Tu estavas eufórico, excitadíssimo, feliz, muito feliz por estarmos ali contigo! Sempre a dizer orgulhoso aos amiguinhos "a minha mãe e o meu pai estão ali, vai dizer olá" e lá vinham os pequenotes dizer olá. O papá teve que sair um pouco mais cedo porque tinha que ir trabalhar e nós ficámos um bocadinho mais no pagode. O dia estava, e continua, lindo e então pudemos ir para a rua brincar. E é-se tão feliz a brincar na rua... brincadeira escolhida por ti e mais uns amiguinhos: meter terra em baldes de praia e fazer castelos...maravilha!!
E pronto, agora de volta ao trabalho! Hoje custa estar aqui, custa sempre, mas hoje aaaiiiiiiiiiiii!!!

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

E ainda o Natal...

Esta é sem dúvida a minha música de eleição nesta época natalícia.
Descobri há pouco tempo esta versão... amei.
As pequenitas então são o toque especial da canção.
Listen...


E por falar em Natal

Não comprámos ainda nada de nada para ninguém, exceptuando o filho, e foi graças a uma ida a Lisboa (há mais ou menos um mês) que nos levou única loja que tem a única prenda que o nosso piriquito pediu... um Zurg, o inimigo do Buzz Lightyear. É um fofinho... quando lhe perguntamos se quer mais alguma coisa e que pode pedir mais coisinhas ao pai natal diz que só quer o Zurg. A ver vamos até quando esta inocência e humildade natalícia dura. A mim, cheira-me que fica por aqui.
Este ano, há semelhança dos últimos, só damos prendinhas às crianças, o que se traduz entre família de sangue e coração em 18 pimpolhos. Este ano a família cresceu... oh se cresceu! E para o ano há mais, bem mais... conto já assim de repente mais cinco, podendo eventualmente mais alguém dar notícias de mais babys a caminho. A ver vamos!
Hoje vamos fazer nova tentativa de compras de natal! Ontem não deu... tentativa frustrada após quebra de tensão/ataque de ansiedade/cansaço/????? aqui da je.
Esperando que hoje corra melhor...

Festa de Natal

Festa de Natal do filho mais velho(eheheh) é na sexta. Este ano decidiram-se por um almoço convívio em que cada um contribui com alguma coisa. A nós calhou-nos uma entrada. Já temos mais ou menos em mente o que fazer.
Não percebi o porquê de ser um almoço e não um lanche, por exemplo. Ora então:
O almoço está marcado para as 11 da manhã e dura até às 13, porque é rotina nos infantários começarem os almoços cedo e às 13 é hora da sesta dos meninos. Ok. 
Depois... pedir à chefe para sair a meio da manhã de trabalho para ir ao almoço da festa natal do filho. Estranho. Ok.
Depois... perguntam se o filho fica na escola à tarde ou se vem connosco embora. Estranho. Ok.
Num dia da semana marcam um almoço a esta hora - supostamente os papás estão a trabalhar - e depois perguntam se a criança vem com os pais embora - supostamente os papás têm que voltar para o trabalho e supostamente os meninos andam no infantário porque os papás precisam de ir trabalhar e de os ter onde os deixar. Enfim. Ok.
Perguntei ainda se os meninos iam apresentar alguma coisa, teatro, música, etc. Não, é só mesmo almoço convívio. Ok.
Concluindo, a mim cá me cheira que não tiveram para se chatear muito com a festa de natal deste ano. E uma vez que é na sexta e na segunda seguinte, véspera de natal, estão fechados, querem ver-se livre dos meninos mais cedo. Ok. Acho estranho... nunca deram ideia de terem esta postura em nenhuma das festas, até pelo contrário. Desagradou-me, confesso. Parece que fazem tudo mesmo para terem o menos trabalho e o menos gente possível, sim porque acredito que haja muitos papás que não têm a sorte (como eu) de se poderem ausentar a meio de uma manhã de trabalho para ir à festa de natal do filho.
Já opinei com a auxiliar da sala do pequenote (foi quem apanhei no momento e quem me colocou estas perguntas de se fica ou não fica e que fez o sorteio do que levar) que este horário não dá muito jeito e que não fiquei muito entusiasmada, como todas as outras vezes, com esta festa. Pelos vistos a crise atinge mesmo tudo, incluindo bom senso e criatividade. Ok. Vou dar o benefício da dúvida e esperar que a festa de final de ano seja de arromba, como nos têm vindo a habituar. Ou então talvez haja uma surpresa muito bem camuflada. Se sim, depois venho cá dizer.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

*momentos únicos*

O que realmente é música para os meus ouvidos, o que realmente me faz feliz e acreditar que tudo tudo tudo vale a pena, o que realmente me enche o coração de tal modo que às vezes nem cabe nele e transborda em forma de lágrimas é, num sábado de manhã, em que estamos só os dois em casa, tu acordas e perguntas, como sempre quando ainda não estás na minha cama, se podes vir para a minha cama. Respondo que sim. Vens apetrechado da tua almofada e dos carrinhos que são sempre a tua companhia no teu soninho. Sobes. Aconchegas-te a mim. Começas a parafernália de mimo que tanto gostas/gostamos, beijos e beijos, festinhas e festinhas, encostar cara com cara, mexer no cabelo, um infinito de mimos e estrafego. No meio disto dizes, sem mais nem menos, sem hesitações, vírgulas e dúvidas: "ÉS O MEU AMOR". I rest my case.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

E hoje é o dia...

... de contar um segredo.
Dentro de mim, não bate um, mas sim, batem dois corações. Com 12 semaninhas e um dia apresento-vos o meu filho/filha mais novo/a.


Já sabemos há algum tempo, desde pouco mais que as cinco semaninhas. Partilhámos com a família e amigos chegados e agora decidimos alargar o leque de conhecedores da boa nova :)
Estamos felizes, muito! O mano está radiante! Diz que quer um mano e atribuiu-lhe logo um nome, giro por acaso e caso for mesmo rapaz será esse o escolhido! Todos os dias quer dar beijinhos ao mano, festas ao mano. Nós nem falamos muito do assunto para ele não ficar ansioso uma vez que falta muito e ele não tem noção do tempo ainda. O certo é que não falando, fala ele! Bastou dizer-lhe uma única vez que ia ter um mano para ele assimilar na perfeição. A aceitação só saberemos quando nascer, por agora tudo corre bem, mas como é tão abstracto e utópico ainda para ele, a reacção é boa.
Eu tenho passado relativamente bem. Passei melhor na primeira gravidez, aliás, aí passei bem mesmo. Nada de nada de sintomas. Só o peito tenso e foi sol de pouca dura. Desta vez sinto muita tensão mamária, muiiito sono, cansaço, e enjoos, não diários, não matinais... quando tenho costumam durar o dia todo, agravando-se mais à noite. Alivia quando como, portanto não consigo estar muito tempo sem comer. Nestes 3 meses não engordei, na última consulta até tinha perdido 500 gramas. Mas também dado o meu volume ser avultado por natureza, o não ganho de peso é óptimo, opinião da médica também, em nada prejudica o desenvolvimento da minha cria linda :).
Hoje foi dia de fazer o rastreio. Colheita de sangue para ser analisado e despistar algum problema, complementado com a eco do primeiro trimestre que pelas medições está tudo bem. Agora é só aguardar o resultado da análise. A foto lá de cima é fresquinha, tirada esta manhã na eco. Tentámos ver se vem uma princesa ou príncipe. A médica não quis adiantar grande coisa, dado que ainda é muito cedo, mas mandou para o ar que pode não ser um menino, como o mano tanto quer. Eu estou dividida. Adoraria ter uma princesa confesso, mas por outro lado o facto de o meu "piriquito" querer tanto um mano, faz-me balançar e querer dar-lhe essa alegria. Obviamente que venha o que vier a felicidade é igualmente sentida.
Cá está o segredo, que já não o é mais :).
Estamos felizes... muito felizes!!!

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Desenhos e puzzles

Tu...
estás a ficar realmente muito crescido. Agora andas notoriamente a mudar, principalmente nos teus interesses. Confesso que gosto, pois permite-te explorar várias outras áreas que até agora não te suscitavam interesse nenhum. E acho que muito desta mudança tem muito a ver com a tua educadora. Puxa realmente por vocês. Gosto muito também das anteriores, mas a diferença que eu sinto entre elas e a I., é que ela observa cada criança na sua individualidade, conseguindo abstrair-se do "grupo", estimulando áreas e tarefas em que os miúdos estejam ainda pouco à vontade, mas que já deveriam ser capazes de realizar. É o caso do meu pimpolho. Nunca gostaste de desenhar, por muito que te estimulasse em casa e fizesse desenhos com e para ti. Não mostravas interesse, distraias-te com facilidade e querias rapidamente acabar para passar a outra actividade. Os teus desenhos, portanto, até há bastante pouco tempo, não passavam de meros riscos. Atenção... são três anos e sete meses. Desde que iniciaste o ano lectivo com a I., as coisas mudaram, têm vindo a mudar e há cerca de um mês o interesse por desenhos aumentou consideravelmente, tanto que como já aqui mostrei o artista que há em ti veio à tona fazendo da nossa parede de cozinha uma tela. Pedes para fazermos contigo, desenhas o que pedimos e já é algo perceptível, principalmente a figura humana que já se faz entender, embora ainda numa fase de desenvolvimento que já deveria ser outra. Mas pronto, é o teu ritmo e respeito, não te quero forçar ou dizer-te para fazer de determinada maneira (embora te dê directrizes) para não provocar ansiedade e acabar por estragar o processo. Estou convencida que de um momento para o outro chegas ao patamar onde já deverias estar. Só agora começaste a desenhar, portanto é natural que passes primeiro pelas fases todas do desenho até chegar ao esperado para a tua idade. A ver vamos. Outra actividade. Puzzles. Não gostavas, não percebias, não nada. De um momento para o outro adoras. Ficas horas se for preciso concentradíssimo a fazer puzzles. É óptimo, ajuda-te a organizar a mente, a visualizar no abstracto, a perceber o todo nas suas partes. Muito bom. Ainda tens alguma dificuldade, mas nota-se diariamente uma evolução. A verdade é que tudo isto ajuda-te  acalmar. És um menino cheio de energia e este tipo de actividades mais intelectuais fazem-te falta para acalmares o teu cérebro, mas cansá-lo ao mesmo tempo. Estou muito contente com esta mudança. Obrigada I. sei que em muito tem a ver consigo. Nunca irá ler isto, se ler provavelmente nem percebe que é para si, mas fica o agradecimento. Atenção, não agradeço somente aqui já o fiz pessoalmente, como faço muitas vezes e sempre que acho que devo. É o trabalho dela eu sei, mas lá por ser a sua tarefa, não quer dizer que o bom trabalho (a meu ver excelente) não tenha que ser reconhecido e valorizado. Ela toma conta do meu tesouro que és tu, passa o dia contigo e se faz de ti uma melhor pessoa e deseja o melhor para ti, dá-te conforto, carinho e até amor, então ela "tem-me" em todo o seu ser e eu sim agradeço-lhe todos os dias.
Mas nem tudo é um mar de rosas... as birras têm sido mais que muitas (embora esta semana estejam bastante mais calmas), mas isso é assunto para outro post. Por agora ficamos por aqui.

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Obra de arte

- Pai, fiz um desenho! - diz todo contente...
- Onde? - pergunta o pai já desconfiado de alguma asneira.
- Na parede!- responde orgulhoso.
- NA PAREDE??? O QUE É QUE JÁ TE DISSE SOBRE DESENHOS NA PAREDE????
- Foi um acidente...

Eis o "acidente":


terça-feira, 27 de novembro de 2012

*momentos únicos*

Quando estás a brincar sozinho e queres que eu ou papá vá brincar contigo sugeres da seguinte maneira:
"Alguém quer brincar comigo?" (atenção que brincamos muito, mas a tua exigência é por demais e o jantar e banhos, bem como outra tarefas domésticas ainda não se fazem sozinhos)

Ou quando não queres dormir sozinho:
"Alguém quer dormir comigo?"

Ou quando simplesmente queres-nos chamar:
"Alguéeeeeeeeeeeem"

É um fartote!!

Cá vai

Sigo blogs, muitos blogs e perco-me neles...nuns mais que outros, é certo, mas perco-me em todos. Adoro ler no geral, mas os blogs inspiram-me, fazem-me sonhar, pensar, questionar, mudar, mas principalmente acreditar. Já aqui falei mais do que uma vez que não sou no feliz no meu trabalho... nem no local (leia-se ambiente), nem nas funções. Exerço uma função de cariz social, poderia ajudar pessoas com problemas diferentes, o que certamente tornaria o trabalho mais interessante e dinâmico, mas a verdade é que o problema das "minhas" pessoas é SEMPRE o mesmo e ao fim de 6 anos (há mais aliás) estou farta! As pessoas não são fáceis, as nossas pernas são "curtas" para trabalharmos, os superiores condicionam e muito, não é um sítio "à séria", no meu ponto de vista (e de mais alguns)... às vezes já pensei se não será uma manchinha no meu currículo, enfim! Mas é o meu ganha pão... pouco ganha pão diga-se, mas hoje em dia já nos incutiram o espírito de quase agradecermos ter um emprego, mesmo que nos angustie todos os dias (isso não interessa para nada)! E eu fico triste... adorei o meu curso, mas não gosto da profissão, ou pelo menos não gosto da profissão onde a exerço. Saí completamente iludida quando acabei a faculdade. As expectativas que nos transmitiram não eram, de todo, reais. Mas eu tenho que me aguentar à bomboca. Assumi responsabilidades e tenho que ser "crescidinha" e a prioridade é cumprir as prioridades. E eu sei que sim, mas fico triste, digo novamente. Pensava poder ser feliz no meu trabalho e adoraria sê-lo, mas não sou! E cada vez é mais difícil vir trabalhar todos os dias, e valerá a pena o sacrifício? Ganho mal, muito mal, mas mais uma vez temos que agradecer receber certinho todos os meses! Temos mesmo??? Se eu cumpro o meu horário, funções e responsabilidades, tenho que agradecer a miséria com que me compensam!! De há uns tempos para cá (há já algum mesmo) deixei de dar o melhor de mim... não merecem! Em várias ocasiões um "obrigado" ou "bom trabalho" poderiam valer mais que uns eurozitos no final do mês... e nunca o ouvi e sei que algumas vezes o mereci. Mas basta errar uma vírgula ou não correr como previsto, embora bem na mesma, que já nos tão a cair em cima. É desgante e mais uma vez, faz-me triste!
A relação entre os blogs que leio e o meu trabalho?
Já pensei várias vezes sair. Investir noutra área totalmente diferente, mas que gosto muito, sempre gostei! Trabalhar com as mãos, criar, executar! E os blogs que sigo inspiram-me para seguir as minhas vontades e acreditar que é possível! Por outro lado sou consumida pelo medo do risco, que também me incutem os meus mais-que-tudo, marido e papás que são a minha consciência, o meu porto seguro, que só querem o meu bem, mas que às vezes sinto que não me percebem, ou então percebem e têm eles próprios medo que eu perca a minha "segurança" (se é que há alguma hoje em dia).
Ao ler os "meus" blogs acredito que amanhã será melhor, seja porque li que alguém é muito feliz com o seu trabalho, seja porque alguém acreditou e apostou na sua vontade, seja porque alguém cria coisas lindas, lindas de morrer, seja porque alguém se dedica de corpo e alma a alguma coisa, seja porque, seja porque...
O certo é que isto afecta a minha vida, o meu dia-a-dia. Acho que poderia ser uma pessoa diferente se não fosse isto, seria melhor mãe, mulher, filha, amiga, pessoa! Acho não, tenho a certeza!
Um dia aposto em mim... um dia!
Este blog é o diário do meu filho, mas agora serviu para deitar fora as minhas mágoas e agradecer aos "meus" blogs inspiradores. Talvez sirva um dia para o meu filho tirar um exemplo (bom ou mau), ou aprender alguma coisa, ou... qualquer coisa! E sim, faço intenção que ele leia toda a minha escrita quando crescer e tiver idade para perceber o que lê e que ache piada à sua pessoa enquanto criança :)... como já disse um dia, este blog é a história dele!

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

*momentos únicos*

Hoje, a vestir o pijaminha novo, daqueles quentinhos, quentinhos:

"Uau foste tu que compraste este pijama". Olha para mim, agarra-me na mão, dá um beijinho e diz "obrigado mãe". Derreti. Tão fofo a agradecer um pijama novo, que não tem nada da bonecada que ele gosta (como outros), mas que agradou. Fiquei comovida. E foi um gentleman, hãn?
My lovely boy!

L.

L., meu sobrinho nasceu na passada quinta-feira. Um rapazote lindo, grande, com mais de 4 kg e mais de 50 cm. Uma fofura!! A delícia dos papás e o orgulho da mana M., que no auge dos seus 7 aninhos tem o seu instinto protector a funcionar a 1000%, tão querida!
Quando o fomos ver, filho insistiu para lhe fazer uma festinha. És uma ternurinha com bebés, os teus gestos, a tua fala, tudo... és um encanto quando vês um bebé e eu fico deliciada por te ver assim. O meu menino furacão, cuja energia nunca acaba derrete-se completamente quando interage com bebés! Gosto muito :)
Bem vindo sobrinho lindo e que transbordes muita saúde na tua vida... é, sem dúvida, o mais importante, isso e o amor, mas isso sei que não te falta fofinho!!!

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Dia Nacional do Pijama

E hoje é o dia!!
Pimpolhinho lá foi todo contente de pijaminha para a escola! Espero que se divirta muito neste dia solidário e que com esta iniciativa se vá ele próprio tornando uma pessoa solidária... vou fazer por isso como sua mamã, incentivá-lo e motivá-lo a fazer dele o melhor que ele consiga, por ele e pelos outros! Como o fazer? De várias maneiras, mas dar o exemplo é sem dúvida e na minha opinião, uma excelente opção, para mim a principal.
Que este dia traga muitos frutos a quem precisa... nós já demos o nosso contributo :).
Porque ter uma família é um direito de todas as crianças.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Fico pasmada

Como já é sabido este ano perdi os meus avós paternos. Situações diferentes, uma mais ou menos esperada, outra não, vividas num espaço de tempo muito curto, entre final de Fevereiro e meio de Março. O meu filho portanto, não convive com os seus bisas desde essa altura, há mais tempo aliás e quando convivia não era assim com a frequência desejada dada a distância geográfica que nos separava. Sempre que se proporciona falamos dos avós, claro... estão sempre vivos nos nossos corações. Mas não é assim, digamos, assunto diário.
Eis senão, quando neste fim de semana em conversa com o meu "piriquito" ele me perguntava: "gostas do tio?", "sim"; "gostas do papá?", "sim"; "gostas da avó?", "sim"; "gostas do avô?", "sim"; "gostas do avô I.?", "sim"; "gostas da avó C.?", "sim"... e continuou pela família toda (de sangue e coração)! Fiquei incrédula de ele se lembrar tão bem dos bisas (os dois a negrito), mesmo antes de perguntar por outros membros com quem ele partilha muito do seu tempo. Fiquei incrédula, mas feliz. Ele não pergunta por eles, mas não se esquece deles. Fiquei arrepiada. O que o fez lembrar-se deles assim do nada e com tanta naturalidade?? Contei à minha mãe que também ficou de boca aberta. As crianças são mesmo um mundo fascinante!

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

*momentos únicos*

Ao meu colinho e a fazeres-me festinhas na cara dizes:
"és muito fofinha mamã"
e eu derreti-me... não era para menos, né?

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

memories

Ontem enquanto brincavas no banho, a mamã, que tinha levado o ipad para a casa de banho, pensava em músicas que lhe apetecesse ouvir. Puxei e puxei pelo meu âmago para perceber o que me estava a apetecer ouvir. Acontece que tinha acabado de falar com uma das minhas manas do coração, tão carismática, tão especial, tão única... passámos momentos únicos com bandas sonoras fantásticas. Vai daí que decidi ouvir músicas que me levassem um bocadinho ao passado.
Cá ficam uns exemplos do que ouvimos fechados na nossa casita de banho... e confesso que foi um momento maravilhoso. Cantámos e dancámos os dois... vivi o passado no presente e senti-me abençoada e grata pela vida que tenho, pelas pessoas que fazem parte de mim e por ser tua mamã. Sou mesmo uma sortuda! E é verdade... chorei, de felicidade! Ando com as hormonas aos saltos... ou se ando :)

Uma das minha músicas de eleição
#41
Dave Matthews Band & Tim Reynolds

Quem de nós dois
Ana Carolina

Nua
Ana Carolina

Estas duas últimas acho que já as tinha posto por aqui... são músicas da vida dos papás, mas que também fizeram parte o reportório de ontem
Yellow Ledbetter
Pearl Jam

Black
Pearl Jam
A música do papá

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Badoca Park

Lá fomos na semana passada aproveitar os nossos vales para o Badoca Park. Não podia ter sido em pior altura... as chuvadas que se fizeram sentir no dia anterior estragaram os caminhos para se fazer o safari e a visita só podia contar com um passeio pedestre pelo parque para vermos os animais que lá habitam.
Se podia ter sido melhor, podia, mas foi muito bom na mesma... afinal foi um dia passado em família e nada há melhor que isso, não interessa o sítio desde que estejamos juntos e bem :)
Cá ficam alguns registos fotográficos do nosso passeio:

 O Bambi...adoras q te leiam a história
 O teu amigo Blu
 O Rei Juliano
Tu, papá e amigo pónei :)

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Dia Nacional do Pijama

Hoje ao chegarmos à escolinha, uma das donas veio ter comigo para me falar deste dia.
Trata-se de uma iniciativa onde crianças ajudam outras crianças.
Como?
O Dia Nacional do Pijama realiza-se a 20 de Novembro de cada ano, coincidindo com a data do Dia Internacional da Convenção dos Direitos da Criança. Deste modo as crianças vão chamar a atenção dos pais para o "direito que as crianças têm de crescer numa família", ajudando também a que mais crianças possam viver numa família até poderem regressar para os seus pais.
Todas as crianças até aos 6 anos deverão ir de pijama para a escola, passando o dia a realizar actividades variadas. Durante vários dias, as crianças, juntamente com os papás, deverão construir a "Casa dos Pijamas", um mealheiro que vem associado ao convite e angariar donativos pela família e amigos, devendo voltar para a escola no Dia do Pijama.
Sendo assim, por cada criança que for vestida de pijama, a EDP irá contribuir com 1 euro para esta causa, iniciativa da "Mundos de Vida". 
Podemos todos ajudar visitando o site da Mundos de Vida e comprar o livro "Todos de Pijama" ou telefonar para o número 760 101 234 (custo por chamada de 0,60 Euros + IVA).




terça-feira, 16 de outubro de 2012

*momentos únicos*

A brincares com o papá no quarto:
- Uau... encontrei uma coisa!
- Que coisa filho?
- Uma coisa altamente!
- Aaahhhh!! 
- Oh pai o que é isto?? (a tal coisa altamente)

Sentei-me no lugar onde o papá tinha acabado de estar no sofá...
- Sai daí, esse lugar é do MEU pai!
- Então e eu não posso sentar-me aqui?
- Não, esse lugar tem pelos...
What??? Papás olharam-se e foi um fartote de rir.

Ao deitar, depois da historinha, no momento dos beijinhos e desejos de boa noite...
- Mamã, quero ouvir música...
Resultado de na escolinha a educadora ter começado a pôr música de relaxamento na vossa sestinha! Gosto...muito :)
Ficaste a ouvir Bossa n'stones :)

domingo, 14 de outubro de 2012

Embirro com isto e pronto!!!

Na sexta feira fomos ao centro comercial cá do nosso sítio. E qual o  meu espanto quando entro numa das minhas lojas preferidas e me deparo com a decoração de natal já prontinha, bem como os produtos para venda alusivos à efemeridade. Mas serei só eu a achar um abuso que, ainda não chegámos sequer a meio de OUTUBRO, e já andam a chamar o Natal?? Credo, ainda nem deu tempo para vir o fresquinho, de sentir o cheirinho de castanhinha na rua, deixar passar o S. Martinho, não deixam as pessoas viver as épocas devagarinho (ainda para mais passando o tempo a correr) e no MOMENTO CERTO! E ainda há quem se espante quando digo que o Natal é logo a seguir ao Verão! É que cá por estas bandas algarvias o Verão, embora mais fraquinho, ainda vai dando o ar da sua graça. E espírito natalício sem um friozinho à mistura não funciona, pelo menos para mim!!!

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Buzz

Este é o teu amigão do momento:


Os vovós ofereceram-te este ano pelo teu aniversário! Deliraste!!
Gostas imenso do filme, do 1, do 2 e do 3... como gostas imenso de outros filmes! Funcionas por fases... ou a fase do "Toy Story" (a do momento) ou a dos "Carros" ou do "Madagáscar" ou do "Bolt" ou de "A História de uma Abelha", and so on, and so on... repetes e repetes e repetes até passar a outro.
Este Buzz foi comprado na loja da Disney em Lisboa, que é simplesmente fantástica (recomendo)... também tens o Woody, companheiro do Buzz, mas sem dúvida que o teu herói é mesmo este astronauta.
Acontece que, ao contrário da versão do filme que vês, a portuguesa, este Buzz, bem como o Woody, falam em inglês. Nunca te queixaste, sequer deste importância a esse pequeno pormenor.
Este ano lectivo começaste com o inglês na escola e, coincidência ou não, andas entusiasmadíssimo a tentar imitar o que o "Buzz Laitia" (aqui está a maneira como te referes ao dito) diz. Carregando nos variados botões o boneco diz umas frases, tipo "this is buzz lighyear at your service" ou melhor "di i buzz laitia a ió sevi", ou "to infinity and beyond", perdão "to infinity an bió". Muito engraçado e só visto... repetes e repetes até achares que já está perfeito e depois vens todo orgulhoso mostrar que já sabes dizer muito bem.
Ontem na escola, uma educadora que não a tua, perguntou-me se já tinhas começado a dizer algumas palavrinhas em inglês em casa. Fartou-se de rir quando lhe expliquei a maneira como andas a explorar o inglês e ainda mais quando te viu realmente a imitar o boneco.

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Divagações

Estou acabada de chegar de Portimão. Tive que ir lá em serviço. No caminho para cá, vinha completamente absorvida nos meus pensamentos. Pensava em ti e em como o tempo passa e no medo que tenho que a minha memória me traia e me faça esquecer todos os momentos de felicidade que me ofereces diariamente. Os sorrisos com os dentes em arquinho (por causa da xuxa), as tuas gargalhadas quando te dou beijinhos nos pés ou finjo que cheiram muito mal, o momento da historinha quando é hora de dormir, dos xi's imensos com que me brindas vezes sem conta, as tuas mil e umas expressões faciais e verbais... tenho medo de perder isto tudo, que a minha cabeça não retenha estes momentos por muito tempo!
Eu que sempre tive uma memória de elefante, depois do teu nascimento perdi muita capacidade de armazenamento... deve-se à falta de descanso, mais propriamente de dormir, dadas as noites até hoje mal dormidas! Agora sim, percebo porque o sono é uma forma de tortura e agora sim, reconheço, sentindo na pele, as consequências de noites mal dormidas... muitas noites mal dormidas... três anos e uns meses de noites mal dormidas!
Daí o meu medo que a minha memória me traia... é que já me vai traindo e queria tanto, mas tanto eternizar estes momentos...

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Dia de fotografia



E hoje é dia de tirar fotografias na escolinha! Claro que, mesmo estando um papel na porta da escola para relembrar os pais e tendo falado com a educadora ontem acerca do assunto, esqueci-me e foste de fato de treino porque hoje, como todas as 3as feiras, é dia de ginástica!! O que me valeu foi que no teu saquinho as tuas calças suplentes até nem eram de fato de treino (costumam ser sempre). Eram umas a imitar padrão de tropa pretas e cinzentas e a t-shirt que levaste nem era má de todo e ficava bem com as ditas calças... e por mero acaso diz "I love mummy" e foi mesmo um mero acaso... ao papá custou a acreditar, diz (na brincadeira, claro) que o fiz para o provocar e deixar enciumado. A verdade é que não me lembrei mesmo, portanto foi mesmo obra do destino seres fotografado com t-shirt tão bela eheheh.
Agora é aguardar os resultados e perguntar na escolinha como correu, já que andas numa de negação à objectiva.

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

À conversa com a I.

Ontem quando te fui buscar estive um bocadinho à conversa com a tua educadora. Já nos conhecemos desde que foste para lá, há dois anos lectivos atrás. O infantário é pequenito, muito familiar, muito "cosy", daí conhecermos e falarmos com todos os funcionários. No entanto, é a primeira vez que a I. é a tua educadora, em três anos lectivos nunca tu e os da tua sala seguiram com a mesma educadora. A auxiliar tem sido sempre a mesma, vá lá. Reconheço que me chateava mais se a escola fosse maior, com muito mais gente, mas o certo é que vocês nem sentem muito a diferença pois estão muito tempo todos juntos, professores e alunos.
Voltando à I. e à conversa... confesso que gosto muito dela! É muito trabalhadora e gosto muito disso! Sinto que puxa muito pelos miúdos, e exige dos pais... e assim é que tem que ser se queremos exigir também (não sei se este será o termo mais adequado) alguma coisa. Para mim a envolvência escola/família tem que ser equilibrada, cada um saber o seu papel e os dois trabalharem em conjunto! E a começar desde a primeira vez que se entra numa escola, seja aos 4 meses, 3 anos ou 6 anos!
Ontem a I. disse-me que está muito espantada porque não imaginava que fosses assim! Assim tão cheio de energia, "o rapaz não pára". Expliquei-lhe que até a dormir tens energia, nunca dormes uma noite completa, ficou surpreendida! Estás sempre sempre a tagarelar ou a cantarolar... até para adormeceres te embalas a ti próprio nas tuas cantarolices, diz ela! Quando estão em grupo a fazer alguma actividade sentados no chão ou numa mesa, ficas sempre sentado ao lado dela porque distrais-te com alguma facilidade e diz que se ficas perto do G. então é paródia certa. Diz que tem que te pôr numa ponta e a ele noutra. Não és mal educado, nem fazes birras, nem és propriamente mal comportado, simplesmente és um bem disposto que gosta de brincadeira, o que às vezes leva a que, num piscar de olhos, já esteja a turminha toda distraída porque comportamento gera comportamento, seu malandro. Mostrei-lhe que era uma preocupação nossa seres um bocado cabeça no ar, mas ela acha que não nos devemos preocupar que desde que haja um bom acompanhamento consegue-se dar a volta bem e até porque quando estão a fazer actividades individuais (desenhos, pinturas, etc) ficas muito concentrado no que estás a fazer, ao contrário de outros meninos, que estão a desenhar e a olhar para os lados. Enfim, coisinhas desta mãe que tem sempre que ter qualquer coisa para se enquietar, sou assim o que é que se há-de fazer.
És igual ao teu pai, cada vez mais... és um bem disposto, adoras falar, és curioso, adoras música, cantar, és um cabeça no ar, não ouves à primeira quando te chamamos, és um gozão, és um mimoso que adora beijinhos e xi's! E segundo a tua avó paterna o teu papá também era assim! E na escola era um cabeça de vento, muito inteligente, mas muito distraído!  E cá está... já que és tão parecido com o papá, será que vais ser também um "aluado"??? Cá me cheira, mas vamos ver... vamos ver!!

terça-feira, 2 de outubro de 2012

*momentos únicos*

Ontem à noite já deitado e depois do papá lhe ter contado a história:

"Mamã...mamã!!"
"Diz."
"Ana cá!"
"Vou já!"
"Ana cá  idiatamente!!" (como eu me revi nesta frase lol, é que também digo idiatamente, às vezes falo um bocado à criancinha, sempre fui assim, tipo menina mimadinha)
"Vou já filho!"
"Idiatamente!!" (exactamente no mesmo tom que eu... GOD)

... Chego lá...

"Diz lá que a mamã tem que ir trabalhar."
"Mas eu pexijo de alguém para deitar aqui comigo!"
"Oh filho mas a mamã tem que acabar um trabalho!"
"Atão e eu fico aqui xojinho?"
"Oh amor a mamã tá aqui pertinho na sala!"
"Mas eu pexijo de alguém xó um bocadinho!"
Depois de me agarrar, encher de beijos, contar- me mil histórias e dizer-me os pais dos meninos que viu hoje na escola, diz:
"Vá deita aqui comigo xó um bocadinho." (e junta os dedos, o polegar e o indicador, como se a expressar o que é um bocadinho)... já eu estava deitada desde o primeiro momento que ele pediu!
"Amo-te filho."
"Amo-te mamã."
Dane-se o trabalho... Quem resiste a esta ternura!!

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Outuno... Outubro

Embora saiba que é em Setembro que o Outono começa, é só em Outubro que o reconheço!
Será por serem palavras semelhantes? Pode ser, mas talvez por associar o Outubro à Feira tradicional cá da terra, sempre na mesma altura e por ser aí que como as minhas primeiras castanhas, o que me obriga, mesmo que não queira, a aceitar e assimiliar que o verão já se foi :(.
E eu que adoro o verão!
O vestir é uma tarefa simples, a escolha do que vestir nem se compara (pelo menos para mim), tu adoras o outfit do calor... agora enfiar-te numas calças, numa manga comprida e e numas meias é obra. Queres os teus calções e as tuas havaianas .. e a birra é mais que muita, e a verdade é que te compreendo... também querooooooo!
Enfim esta semana acordou bem mais quentinha e solarenga que a anterior, a t-shirt ainda pode rir-se por mais uns tempos, ainda que sejam sorrisos instáveis que a qualquer momento podem ser abafados por uma manga comprida ou casaquinho.
E claro, com estas instabilidades de calor, fresquinho e chuva dá no resultado do post anterior... vá lá que me atingiu a mim, espero que nem te chegue perto meu filho. Mas eu penso que se tenho cuidado comigo, andando, por norma, com apetrechos próprios para mudanças climatéricas e estou assim, contigo que os cuidados são maiores, espero ao menos que dê resultado.
Mas pronto, não apanhaste a chuvada que eu apanhei há uma semana e um dia, vestida com um vestido o mais veranesco possível que ficou só e completamente encharcado. Tudo à pala do trabalho... ainda me presto a cada coisa, que até me espanto a mim própria. Resultado??!! Atchins atrás de atchins e nem um obrigado por ter trabalhado a um sábado 12 horas seguidinhas, mais 4 no domingo seguinte! Nice...
Vivendo e aprendendo.

Atchiimmmm

Por cá este fim de semana passou-se, muito mas muito constipadinha! Na sexta feira durante o dia já adivinhava, já sentia no meu corpinho qualquer coisa a chegar. À noite já não havia dúvidas, comecei logo a tomar qualquer coisinha. E o resto do fim de semana foi sempre de nariz entupido, dores no corpinho, arrepios, o típico. Mesmo assim aproveitamos para passear e brincar. É sempre bom quando o papá tem o fim de semana de folga, pelo menos um dos dias (que foi o caso, o fim de semana completo é muita fruta) Hoje continuo, embora melhorzinha, a vontade de trabalhar é mínima (mas isso já é crónico). Comecei a semana com uma reunião geral entre "bosses" e subordinados, o que é sempre bom, no entanto não correu mal, mas pronto... não deixa de ser uma reunião com os "bosses".
Hoje estou assim...


sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Tu e as novas tecnologias

Novas tecnologias para mim, porque para ti não é novo porque não conheces o antigo. Para ti, computadores, telemóveis, tablets e coisas do género são coisas normais do teu tempo, é como se sempre tivessem existido!
No meu aniversário os meus homens, pai, mano, marido (o filho está implícito) e a minha mãezinha ofereceram-me um iPad... uns fofinhos portanto :). Acontece que esses mesmos homens, principalmente os que co-habitam comigo (filho e pai do filho) monopolizam tremendamente o manuseamento do equipamento. Resultado?? A criança, portanto tu meu filho, com apenas 3 anos, 5 meses e 6 dias mexes mais e melhor que eu que sou 27 anos, quase 28, mais velha que tu!! Obvio que controlamos o que fazes e o tempo que passas a brincar no dito. Pusemos aplicações, jogos, tudo didácticos para ti... a pinta com que tu percebeste o funcionamento disto (sim, estou a escrever a partir dele pela primeira vez aqui, ainda que só seja o segundo post que escrevo desde que o tenho) é fantástica, tens um grande à vontade a mexer, parece que sempre conheceste isto... o ser humano é realmente fantástico. E tu e meninos como tu com um "disco rígido" ainda muito verdinho absorvem tudo. Não me importo que saibas mexer nisto e afins, porque faz e vai fazer parte do futuro mas acima de tudo porque sei que também brincas com carrinhos e andas de bicicleta e fazes puzzles e desenhos e fantasias brincadeiras e dás saltos na cama, no sofá e fazes de caixotes escadas e corres e pulas e gritas e jogas à bola e brincas com os teus pares e porque te ensinamos e passamos conceitos, ideais, regras, limites e VALORES. Enquanto houver um equilíbrio muito bem, mas com o que observo nos jovens de hoje tenho receio não conseguir manter isto. E pensando no futuro não posso deixar de olhar para trás e perceber como a minha infância fez de mim o que sou hoje que, embora com muito defeitos, posso-me considerar uma pessoa equilibrada, de boa índole e com valores e é meu desejo e vontade transmitir-te isso e só de mim e do papá depende... depende também de deixarmos que outras pessoas entrem na tua vida e tenham um papel activo na tua educação, como aconteceu comigo. E fico grata por olhar à minha volta e perceber e sentir que sou abençoada pela família em que nasci, a família em que cresci e a família que construí, que no fundo e em uníssono é tudo a MINHA, aliás, TUA família. E sei que com estas minhas "costas largas" e não esquecendo os profissionais envolvidos no teu percurso académico hoje e amanhã vais-te fazer um lindo homenzinho e o meu orgulho, que já és desde o dia que te soube, mas pronto! Quero-te feliz e a felicidade constrói-se a partir de dentro, daqui do conforto e harmonia da nossa casinha!
E pensar que comecei este texto a falar de iPads, lol!

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

We're back

Após um longo período de ausência voltamos.
A vida basicamente continua na mesma. As férias foram óptimas, embora com um início amargo devido a um acontecimento muito triste na vida de uma das minha manas de coração (um dia falarei disto, not now, not today). Resumindo, estamos os três bem. Passou-se mais um aniversário aqui da mamã, 31 já cá cantam! God!! Nas férias fomos acampar para o Zmar, fiquei fã do sítio, aconselho vivamente e para quem não aprecia muito o campismo existem outras opções de alojamento, bem boas por acaso (pesquisem na net). Tu simplesmente adoraste, a tenda, o espírito e, principalmente, as piscinas. Foi uma evolução drástica este Verão no diz respeito ao teu à vontade na água, principalmente piscinas. No início do verão sempre muito receoso sem saíres da tua área conforto, no final já controlas a tua respiração, mergulhas sem problema algum, sais para fora de pé... sempre com as braçadeiras (são a tua segurança), o não tirar o olhar de ti é a minha segurança! Tenho um medo medão de piscinas e mar com crianças... bastam segundos para tudo correr mal! Daí a decisão de ires para a natação... era uma coisa que já devíamos ter iniciado mais cedo, dado que também os vovós têm piscina (à mão de semear o ano inteiro) e eu quero é que tu aprendas a nadar o mais rápido possível. As férias foram em Setembro, maravilhoso para nós cá do sul. Como o teu infantário não fecha, está aberto o ano inteiro, podemos (ainda) optar por NÃO tirar férias em Agosto. E Setembro é maravilhoso, está ainda muito bom tempo e uma calma já muito ansiada nas praias algarvias :). Estivemos uns dias também na capital e por fim rumámos a Viseu para um casamento de uma amiga, que foi lindo por sinal :)... é uma festa linda... como eu gostava também de ter a minha! O fofinho já está mais aberto a isso, fala mais nisso, até me espanta às vezes ao puxar o assunto. Enfim, agora a prioridade é outra, depois logo se vê.
A volta ao trabalho foi dura, é sempre, nem vale a pena explorar muito o assunto, que já me fiz perceber várias vezes o quanto "adoro" o meu trabalho. Enfim, ainda me vão pagando, portanto I shut my mouth!
Tu, meu amor lindo... cresceste tanto, tanto este Verão! Nem sequer falo em tamanho, que isso és sempre um mini, embora note na roupa que também deste um pulinho, mas sem duvida que houve um desenvolvimento brutesco em termos cognitivos, linguísticos, tudo! Verbalmente, explicas-te muito bem, dizes coisas giríssimas, todos, mas todos os dias surgem expressões novas e tudo muito bem aplicadinho. Mantemos uma conversa perfeitamente durante bastante tempo. És curioso e absorves TUDO o que te dizem, esponjinha autentica. Fui chamada de velha pela primeira vez por ti! Obviamente que não foi num tom insultuoso, foi de partir o côco a rir aliás: "eu já sou grande" dizias tu, "não, filho ainda tens que crescer muito", tu insistias eu ripostava, e ficámos assim ainda uns minutos, até que te pergunto "se tu és grande, eu sou o quê?" e tu sem qualquer tipo de constrangimento vais directo ao assunto "tu és velha". Estávamos com uns amigos a jantar fora e foi risada total... ninguém esperava uma resposta daquelas, ficámos todos boquiabertos com esta tua espontaneidade.
E pronto, estamos assim. O teu início de escola foi óptimo, estava receosa que fizesses fita no primeiro dia depois das férias, mas não, fui tudo muito bom. A educadora é outra, que eu adoro, não que não adorasse a anterior. São as duas impecáveis. Tenho pena por uma lado, mas por outro sei que esta é mega ultra trabalhadora e agora, mais velhinho, tem que se ir exigindo um pouco mais. Estás em excelentes mãos, o que  sempre sempre sempre acalma e conforta o meu coração.
Aqui fica um cheirinho das nossas férias :)

No Zmar existe a zona dos Zkids, onde existem várias actividades, uma das quais alimentar os animais.
Cá estás tua a alimentar a cabra :)
Foi uma manhã belíssima

 Agora a vez do burrinho! Eram tão fofoooossss

 Cá está o belo do mergulho :)

E ainda deu, já em Viseu, para dar um saltinho à Feira de S. Mateus e fazer duas crianças muito felizes ao proporcionar-os uma voltinha numa moto 4 (tu e o teu primo do coração, o R.)


quinta-feira, 19 de julho de 2012

Férias

Papá goza o seu primeiro dia de férias, mãe e filho ainda estão a trabalhar. Já só faltam cinco horinhas, bem... quatro na prática que ainda tenho uma hora de almoço pelo meio.
Passamos a nossa semaninha de férias cá por baixo, esperamos gozar de muita praia, piscina, golfinhos e afins e ainda fazer uma visitinha ao país vizinho!!
Aaaiiiiii que nunca mais são cinco e meia...

sexta-feira, 13 de julho de 2012

cá vamos...

Por aqui tudo bem! Muito trabalhinho... e a vontade que as férias cheguem é mais que muita! Última semana de Julho para-se. Retoma-se o Agosto e Setembro para-se novamente, mas aí por duas semaninhas! Aqui o algarve (dada a crise ficamos por cá, excepto uns diazinhos que vamos até Viseu a um casamento) é mais calminho em Setembro e dado que o teu infantário está aberto o ano inteiro, temos (ainda) liberdade de escolha quanto às nossas férias!
Nada de grandes novidades! A nossa cozinha está finalmente pronta, mas a vontade de arrumar é pouca, já está tudo limpinho, mas o arrumar dá cabo de mim. Continuamos na casinha dos meus pais e estou lá tão bem que me está a custar sair, ainda por cima com calorzinho, passar de uma casa com terreno para um apartamento... huuummm! Há quem prefira, nós não... espaço ao ar livre é connosco! E tu adoras a casa dos vovós. Um jardim imenso para brincares, piscininha boa ao final do dia... é outra qualidade de vida, que eu adoraria viver todos os dias!!! Um dia hei-de lá chegar :) "Assim com'assim", já sou uma sortuda!
Tu estás ótpimo! O gaguejar vai e vem e eu já vou lidando melhor com isso... acho que já "encuquei" que é uma fase e que há-de passar! Na escolinha, tudo bem também! Já sabemos que vais mudar de educadora para o próximo ano! A tua auxiliar segue convosco, mas como se vão juntar à outra sala da mesma idade, seguem com a educadora dessa sala. Fico triste por um lado, porque gosto muito da M., que já conheço há anos, mas por outro também gosto muito da I. (a nova educadora), sempre falámos muito uma com a outra e sei que é uma excelente educadora, puxa muito pelos miúdos e é muito fofinha!
Estás, ÉS, uma fofura de filho! Muito mimoso, com algumas birras pelo meio, mas faz parte! Estás muito dependente das tuas pupas, embora só as uses para dormir! Quantas mais melhor, mas pelo menos uma na boca e outra na mão tem que ser. A da boca para chuchares obviamente e a da mão onde tens o vício de ir passando os dedos pela tetina... se a outra mão puder estar preenchida melhor ainda! Ontem eram as 4 ao mesmo tempo e o teu conforto era lindo de se ver! Vai ser bonito é para desmamar disso tudo, o que eu queria que acontecesse este ano!
Vovô vai ser hoje novamente operado à outra corda vocal. A primeira está óptima e a voz muito melhor. esperamos que com esta fique tudo limpinho e pronto para cantar o fado! Nos primeiros tempos, fechar a matraca... o que é difícil, já que o vovô em um conversador nato, mas tem que ser para depois dar muito à língua!
E é assim, tudo andando e benzinho! Tem que se ver os lados bons destes momentos menos bons, não deixa de ser uma cirurgia, embora não muito evasiva sempre implica uma anestesia geral! Bom é ver que se vai a tempo de travar uma doença reles, má e estúpida! Portanto perceber que está tudo encaminhado, que estamos nas mãos de um excelente médico e que hoje ao final do dia com certeza maninho e maezinha vão ligar a dizer que correu tudo bem e que paizinho está óptimo e recomenda-se :).
Love you daddy!

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Bom, mas bom

Tiveram sabor a mini férias!!!
Foram dias - poucos - maravilhosos! Criançada a monte e a boa disposição reinou... que mais é que se quer??!! Tu portaste-te exemplarmente, estou tremendamente orgulhosa, foste um fofinho lindão! A praia estava maravilhosa, ideal para a criançada. No final da tarde de sábado, estava maré vazia e havia imensas piscininhas, o que tu e o V. se divertiram! Fizeram amizade com a M. que corria a toda a velocidade atrás da sua bola, uma boneca, meio maria-rapaz toda cheia de genica!
Pena ter passado tão rápido... habituava-me aquela vida assim, num estalar de dedos!
And now, back to the real life...

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Lota

E hoje partimos para um fim-de-semana com cheirinho a férias. A história repete-se...
5 casais + respectivas crias juntam-se e partem para uma vivendinha que alugam por duas noites numa praia nem muito longe nem muito perto do ponto de partida (a do título)... longe o suficiente para fugir à rotina, perto o suficiente para não se perder muito tempo em viagens e gasóleo. No ano passado foi muito giro, miúdos e graúdos adoraram. Este ano para além das 5 crianças "repetentes", vão mais duas princesas, as gémeas. Portanto, (em tom de brincadeira e de quem não tem mais nada que fazer) temos por ordem decrescente a M., a M., o F., o V., o V., a C e a C. Praia e piscina esperemos que estejam na ordem dos dias que se seguem. Segundo previsões metereológicas, S. Pedro vai ser nosso amigo, como tem sido esta semana pelo menos por cá. Pelo que percebi esta semana não fez muito bom tempo pelo país, a não ser cá nos algarves. Se o fim de semana se mantiver como estes dias já fico contente, mas se o vento pudesse amainar um pouco agradecia.
Ainda faltam mais uma horas de trabalho e confesso que não tenho nada arrumado. Na balburdia em que se encontra a minha casa, estou com dificuldades em encontrar determinados objectos essenciais para a prática  prentendida. Enfim, quero é despachar o dia de hoje e meter-me a caminho do que, espero, seja um fim-de-semana à maneira, rico em boa disposição, alegria, risotas, papinha boa (a ementa já planeada promete), bebidinhas boas, bom tempo, crianças a pular e a brincar, descontração, amor, amizade e felicidade :).
Quando voltar espera-me uma cozinha para finalizar (hope so) e uma casa para organizar. Conto mudar-me outra vez para o meu lar num futuro próximo, embora, diga-se, estou muito bem onde estou ;)

terça-feira, 12 de junho de 2012

A consulta

E pronto. O nosso querido Dr. R. diz que estás óptimo. Gaguejar??? Qual gaguejar?? Ouvi mais uma vez o mesmo "sermão"... é  normalíssimo nesta idade e não se pode dizer que seja gaguez! É o cérebro a processar tudo! Enfim, nesse dia até estavas muito bem... a semana, que foi horrível a esse respeito, foi a pior, aliás, na 6ª quase que passou, nem parecias o mesmo e ainda bem, note-se! No entanto, queria de certa maneira que o médico te ouvisse e percebesse que realmente há alturas em que o arranque é muito lento. Ele só ouviu "muito ao de leve". E a maravilha é que desde 6ª passada que a gaguez quase que desapareceu. E eu feliz da vida :). Quanto ao resto, estás óptimo. No percentil 25, tanto no peso, como em altura... meu pequenote lindo! 13,800 kg e 92,5 cm. Claro que a cabeça continua a rebentar a escala, ligeiramente acima do P95, 52,2 cm. Ouvidinhos, garganta, dentinhos, barriguinha, pilinha, pézinhos tudo bem. A hérnia umbilical continua, mas mais pequenita, em princípio até aos cinco anos recolhe na totalidade. Mamã e papá contentes. Convém dizer que ao contrário da ultima consulta a que fomos, portaste-te lindamente. Um menino lindo, fiquei imensamente orgulhosa do teu comportamento! Claro que houve uma preparação, já sabias ao que ias e que tinhas que te portar bem, que o Dr. é teu amigo e que queria ver como estavas por dentro. E deixaste-o observar-te, receoso, é certo, mas deixaste sem birras, gritos, "esperneanços" e afins! Aliás, andas mais calminho no geral, mais mimoso até. Dás-me beijos sem tos pedir, agarras-me e encostas a tua cabecinha no meu ombro, dás-me a mão a andar, deitados, sentados. Procuras muito o contacto físico, mandas beijinhos, agarras as minhas pernas, procuras colo, aninhas-te em mim! Ai que bom... e ai que saudades!!! Apetece-me ir já a correr ter contigo e esborrachar-te. Não fossem as duas horas laborais que ainda me restam pela frente, era a hora perfeita para te encher de mimos... deves ter acabado de acordar da tua sesta da escola... imagino-te ainda meio ensonado, a esfregar os olhos e se eu estivesse contigo, deitava-me a teu lado e ficávamos na ronha os dois um bocadinho... face a face (que tu adoras), punhas o teu bracinho em cima de mim, como se me aconchegasses no teu abraço, batias com a tua mãozinha suavemente no meu pescoço ou cara (como que a consolar-me), reviravas os olhos e depois fechava-los e finalmente suspiravas, a tranquilidade instalava-se por estares ali comigo e eu simplesmente eternizava esse momento, tão nosso todas as noites ao adormecer e todas as manhãs ao acordar!! Amo-te meu periquito mais lindo!

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Check-point

Desaparecidos, sempre de um lado para o outro, e agora com um tempinho para actualizações:

* Cozinha - está em modo stand-by. Já devia estar pronta, mas o IKEA enganou-se no envio de uns móveis e agora só dia 19 vêm acabar a montagem. Vieram dia 30 de Maio e só conseguem vir passadas praticamente 3 semanas... e, ou queremos assim, ou azar! Ainda por cima foi o móvel do lava-loiças, portanto canos e ligações, nada feito e viver assim não dá... portanto continuamos na casinha dos meus paizinhos e continuamos muito bem :). Acho que me vai custar voltar para casa, está a saber tão bem, por outro lado, tenho saudades! É dúbio! No entretanto tenho que ir tirar umas fotos para postar.
* Gaguez - esta semana piorou e eu confesso, estou aflita! Custa-me tanto, estou assustada principalmente com medo que possa ser alguma coisa neurológica. Sei que o mais provável é estar a ser paranóica - e eu sou bastante, reconheço - mas, tenho medo, pronto! Hoje temos consulta de rotina dos 3 anos com o teu pediatra que sempre te acompanhou. Vamos lá ouvir o que tem para nos dizer sobre este assunto!
* Eu - não me tenho andado a sentir bem! Depois de amigdalite, seguida de faringite, veio o mal estar! Não é constante, mas é frequente! Atribui isto ao facto de ter tirado o meu implante anti-contraceptivo há cerca de um mês e de me estar provocar alterações hormonais, que por sua vez me causam este mau estar. É que bem vistas as coisas, não menstruo praticamente deste que engravidei do meu V.. Primeiro porque durante a amamentação não menstruei e amamentei aproximadamente 1 ano. Depois desse anos pus o implante e também não menstruei. Logo, tirando o parto, não menstruo há 3 anos e 10 meses. O corpinho deve estar a sentir, é claro! Hoje o red deu os ares da sua graça e vamos ver se o mau estar desaparece. Se sim, está explicado, se não, terei que marcar uma consultinha e perceber o que se passa! E sim, está em curso o processo mano/a, mas novidades só lá para o final do ano, esperemos! Primeiro deixar aqui este corpinho funcionar bem e depois lá vamos! No entanto se acontecer entretanto, aconteceu :)
E é isto, nada de mais, tudo caminhando, com altos níveis de ansiedade (quase que já é uma constante), mas caminhando ;)... é o que interessa!

sexta-feira, 25 de maio de 2012

A consulta

Nós por cá estamos, vamos andando!
A consulta:
Podemos dizer que correu bem! Adorei a médica. Muito fofa, interessada e ouvinte (o que às vezes parece que falta nos médicos). Bem o objectivo principal da consulta era falar do teu sono, o objectivo mais urgente - e que surgiu após a marcação da consulta - era a gaguez.
O sono: sendo tu uma criança bastante activa, tens portanto, um cérebro bastante activo, que demora a ficar em modo off, daí as noites más! Acordas várias vezes porque mesmo a dormir o teu cérebro continua mais activo do que devia! Acontece em meninos cheios de energia e que piora em estados de muita excitação. .. uma festa, uma vivência nova, um dia bastante activo! E realmente é bem verdade. Nos dias em que há festas e que tens uma dinâmica maior, as pessoas dizem "hoje ele vai dormir que nem um anjinho"... e a verdade é que são as piores noites!!
A gaguez: basicamente disse o que eu já sabia, no entanto foi o que disse à médica, quando toca aos nossos parece que o nosso cérebro congela e não conseguimos discernir as coisas da melhor forma. Não deu importância ao assunto, desvalorizou, é super normal nesta idade! O cérebro está a processar mais depressa do que consegues reproduzir. Há-de passar naturalmente! E assim espero! E continuo à espera :)
Falámos também da tosse que se instalou, aliás acho que está sempre instalada!
Falámos também da tua intolerância à lactose. É da opinião que deves beber leite de vaca com baixo teor de lactose e não o de soja, explicando que, embora sem dados que o comprovem cientificamente, o leite de soja contém estrogénio e que por isso não é aconselhável a sua ingestão prolongada em meninos (pode provocar alterações hormonais)... quanto às meninas não há problema, já que são as hormonas básicas das mulheres :)
Passámos depois à observação e o teu mau feitio veio ao de cima. Esperneaste, gritaste... não querias nem por nada que a Dra. te tocasse. O papá contigo ao colo, não conseguia "domar-te"... eu tentava acalmar-te. Tu esbracejavas, esperneavas e gritavas, parecia que te estavam a torturar. Enfim, conseguiu - a muito custo, diga-se - auscultar-te, pesar-te e medir-te. E eu stressadíssima e o papá também, nem perguntámos medidas nem peso e como não levei a tua caderneta não sei nada. Saíste do consultório encharcado em suor, tal foi a tua actividade.
Conclusão, saímos de lá com a receita de uns medicamentos homeopáticos para tratar a tua tosse, e ver se o sono melhora. Temos umas bolinhas para a tosse que também podem influenciar o sono. Se essas não derem resultado para o soninho, temos outras. Se essas outras também não derem resultado, comunicamos com a médica, que tentará, suponho, outra coisa qualquer.
E pronto, foi assim. Dia 8 temos consulta com o teu Pediatra de sempre para a consulta de rotina dos 3 anos, que ainda não fizemos. Tenho que te ir preparando para outra visitinha ao Sr. Dr. A ver se corre melhor.

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Can't wait

Estou ansiosa que cheguem as 17:30 para irmos à consulta com a nova médica. Estou expectante e desejosa de falar dista da gaguez a alguém que me dê um retorno sobre o porquê e o que fazer!!
Casa de ferreiro, espeto de pau e é mesmo. Na minha profissão também tratamos casos de gaguez, mas a verdade é que me sinto perdida! Faço o que aprendi e li, mas o coração palpita muito e não consigo deixar de lado as emoções e trabalhar só... impossible!! E o que as emoções influenciam o sucesso do nosso trabalho... olarecas!!
Hoje é o dia de ouvir a médica. Que bom, que bom, que bom!!!

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Pezinhos lindos e grandes

Os teus pés cresceram E BEM desde o ano passado. Nada te serve, a não ser umas crocs que te comprei já no final do verão... e por enquanto, que aquilo já está ali mesmo resvés!
Portanto, ontem tive que ir em missão urgência comprar qualquer coisa para calçares, dado o aumento súbito de temperatura. Optei por umas havaianas! No ano passado tinhas dois pares e não calçavas mais nada, não deixavas, só querias andar com o chinelinho. Confesso que nunca gostei muito da ideia de andares sempre calçado com os chinelos. Os teus pés ainda estão a ganhar forma e quero, sempre quis, que calçasses bons sapatos! Mas pronto, ontem foi para "safar". Agora vamos começar as buscas de umas sandálias lindas. Por mim comprava umas iguais às do ano passado, que já passaram à história, tá claro. Adoro-as, acho-as lindas e ficam-te muito bem! Quem sabe!
Aberta a época da busca à sandaloca para o meu príncipe.
As do ano passado foram estas:

Giras hãn ;)


terça-feira, 15 de maio de 2012

Preocupações

E na passada sexta feira já jantados e sentadinhos no sofá eu, tu e a vovó (o papá estava a trabalhar e o vovô tinha ido a Lisboa) a ver um filme dos teus, começas a falar, mas de um modo diferente. Nem queria perceber o que estava a acontecer, mas o certo é que estavas a gaguejar. O meu coração disparou logo e iniciei um diálogo contigo para perceber o que estava a acontecer e o certo é que estavas mesmo a gaguejar. Fiquei instantaneamente preocupada. O que estaria a acontecer na tua cabecinha para aquilo se dar de um momento para o outro, assim de repente!! Tentei manter a calma ao pé de ti, mas o certo é que só me apetecia chorar, estava em pânico. Só me vinham coisas parvas ao pensamento... pensava que poderia estar associado à situação da tua cabecinha. Enfim, a angústia instalou-se e por aqui ficou. Tento distrair-me e não dar importância. Já li centenas de coisas sobre o assunto, inclusive material meu da faculdade. O certo é que pode ser considerado um processo normal nesta idade, uma situação transitória que pode anteceder a um grande desenvolvimento na linguagem, em que o cérebro está a processar e a assimilar mais depressa do que o que consegues reproduzir! E espero mesmo que seja esta a situação! Há vários factores que podem ter contribuído para esta situação. A mudança de casa, mesmo estando habituado à casa dos avós não tens lá as tuas coisinhas todas, a rotina que acabou por ser alterada, o facto de quereres que seja sempre a mesma história a ser contada na hora de ir dormir, temos reparado que tu próprio já contas a história, portanto decoraste frases e aprendeste novas palavras - e acreditamos que esta seja uma grande influência para o problema -, andas muito assustadiço, enfim... o certo é que estamos a tentar arranjar uma justificação e gostávamos de ter certeza do porquê, mas não temos! 5ª feira vamos ao médico! A consulta já estava marcada há algum tempo e vem mesmo a calhar. Vamos a uma nova pediatra que também é homeopata. O motivo principal seria o sono, o ainda não dormires uma noite inteira e a tosse. Agora é também a fala e o tentar perceber a origem para melhor se saber lidar e tratar, no caso de não ser passageiro. Ai ai! De resto o teu comportamento mantém-se no seu todo. Já falei com a tua educadora sobre isto. Também está atenta.
E tu que sempre te expressaste tão bem! O que se passa???
Estômago embrulhado é o que me caracteriza! A angústia instalou-se!

segunda-feira, 14 de maio de 2012

A nossa viagem em imagens


 Filho a correr pelo parque gigante e lindo no meio da cidade, mesmo a chuviscar nada nos parou.


Fiquei apaixonada por estas árvores. São lindas. Ainda não descobri o nome. Existem imensas por lá.


E passeia-se na cidade, olha-se para o lado e temos uma floresta imensa e mais uma vez linda. Filho a deliciar-se com os patinhos :)


O tamanhão da árvore. Eu e a minha mana de coração somos aqueles pontinhos ao lado da árvore. Eu à esquerda e ela à direita.

E pronto, tudo verde como podem conferir. Depois vou tentar postar mais fotos, não tenho mais neste computador, estas foram a minha manita que me mandou. As nossas ainda não as descarreguei da máquina. Com tanta confusão lá em casa à pala da cozinha nova e estando nós temporariamente a viver na casa dos meus paizinhos não houve ainda oportunidade para explorar as fotos como deve de ser.
E a vontade de voltar instalou-se novamente :)

terça-feira, 8 de maio de 2012

I'm back - II act

Dando continuidade ao post anterior...
...pois é, e as obras lá em casa arrancaram. Vamos fazer da sala e da cozinha um espaço único, open space e aproveitamos uma ajudinha dos papás queridos e remodelamos a cozinha :). É maravilhoso, é pois sim senhor, mas implica tirar tudo, tudinho da cozinha e é nestas situações - é sempre nestas situações - que percebemos a quantidade de merda que temos e que não utilizamos. E claro, serve também esta onda para nos desfazermos de muita coisa, perdão paizinho, mas tem que ser. Compincha tem muita dificuldade em se desfazer de objectos, mesmo podres, mas tem! Nem imagina o que já deitei fora sem saber, sabes agora meu querido!! Mas desafio-te a lembrares do quê, pois é... não te queres desfazer, mas depois nem te lembras do que tens, só quando há grandes limpezas e arrumações e como nessas às vezes nem estás presente nem sonhas...
Pronto, a cozinha nova é do IKEA e já me ligaram hoje a marcar visitinha para confirmar as medidas :) esta semana fica toda a cozinha prontinha, parte dos azulejos e afins e depois é só esperar os meninos do IKEA para me montarem a minha kitchen nova... estou expectante confesso! Acho é que vai demorar esta vinda, já que aqui em "marrocos" não há IKEA e estamos dependentes da capital. Depois darei notícias quanto a isto :).
As restantes férias foram óptimas e quando na 6ª feira passada era para retomar o work, eis senão que me aparece a bela da amigdalite que tanto gosta de me visitar! Deu-me forte e feio, na quarta feira passada. 5ª fui ao hospital e depois de me massacrarem a veia para saber se era amigdalite viral ou bacteriana (era esta ultima), injectam-me na outra veia uma dose de cavalo de antibiótico. Isto depois de ter ido fazer análises de rotina de manhã cedo, portanto picada a monte nos bracitos, em que um deles ficou roxo - a ver se não me esqueço de postar aqui uma foto de como ficou, só não dá é para postar o que doeu - só me fez lembrar quando fui para o hospital para te ter, quando me puseram o cateter na mão. Uma estagiária coitada, está a aprender percebo isso, mas daí a esmifrarem-nos a mãozinha toda, já bastava o desconforto inerente a um trabalho de parto (embora o meu tenha sido um parto santo). Só digo isto... custou-me mais meterem-me o cateter na mão que parir. Dass cada vez que me lembro, god! E atenção, não sou muito mariquinhas, tenho até uma resistência à dor bastante satisfatória! Pronto, fiquei em casa de cama, estava mesmo mal, doía-me o corpo todo e a garganta nem se fala... ainda dói e o antibiótico continua a bombar, mas tá difícil de matar o bicho! Com isto tudo, basta dizer que nos valem os meus paizinhos, com quem começámos a viver desde o início das obras e permitam-me dizer que sabe bem estar de volta à casa dos papás... tão bem!!!

Nota: uma palavra de agradecimento às minhas meninas que me ajudaram a tirar tudo da minha cozinha ou tomaram conta do meu bambino para nós trabalharmos melhor, minha mana má linda e minha cati-cató. Love you, you know :) e claro, aos meus paizinhos mais uma vez! Sem eles nada disto aconteceria :)

I'm back

E tirei férias de tudo!!! E hoje foi dia de retomar tudo e com novidades :)
Filho já tem 3 anos. So happy!!! Foi um dia lindo e verde, muito verde. Passado em Freiburg, Alemanha :) tão verde, tão cidade alface, como diz a minha mana do coração que nos acolheu tão bem, juntamente com o seu loiro. O periquito estava deliciado e feliz com os tios do coração, que lhe proporcionaram um dia maravilhoso em terras longínquas. Estreaste-te nos aviões e para ti foi igual  a andar de carro, comboio, wathever... a eufórica e expectante era eu! E a stressada também... aqui a mamã que detesta andar de avião ver-se num com uma avaria técnica não é muito agradável. Resultado, passado duas horas de espera de reparação e muitas lágrimas de desespero de não querer ir naquele avião, lá a calma se foi instalando quando anunciaram que iríamos noutro. Mesmo assim, só descansei quando aterrámos... uuffff!!! Dormiste a viagem praticamente toda, ainda não tinhamos levantado voo, já ferravas. tadinho com tanto tempo de espera e a acordar de madrugada não poderia ser de outra maneira :). Quanto à cidade, é simplesmente maravilhosa, não conhecia a Alemanha, e por agora só conheço aquela cidade, mas surpreendeu-me. Sempre achei que aquele país no seu todo era demasiado cinzento e industrial... não poderia estar mais errada. Estive na cidade mais ecológica do MUNDO. Onde casas e prédios não são agressivos à natureza, parece que fazem parte dela. Sim, a cidade é verde, muito verde, cheia de parques para se estar, ciclovias maravilhosas, é bicicleta para tudo... fez-me lembrar muito Amesterdão o estilo de cidade, mas sem canais e mais verde. As crianças andam à vontade a brincar, há instalado um ambiente de segurança no ar. Vi eu com os meus olhinhos, putos que não tinham certamente mais que 6 anos a irem sozinhos de tram ou bicicleta para a escola às 7 da matina (sim, assisti no dia em que voltámos e tive que madrugar e escusado será dizer que lá é mais uma hora). Mas não era um nem dois, eram imensos. Obviamente que a nós nos faz confusão, mas assim é que deveria ser, vivermos num local seguro, com meios que permitissem isto! Fiquei fã e com vontade de emigrar. Se já andava com esse bichinho, confesso que cresceu com esta viagem. O único senão é mesmo a língua... não percebo patavina do que dizem, mas ultrapassar-se-ia, claro! Companheiro é que é difícil de convencer... e o poliglota é ele, mas agarrado à santa terrinha até à última casa. Enfim, estivemos numa floresta imensa e linda, numas termas maravilhosas que fizeram as nossas delicias, especialmente do mais novo. Piscinas exteriores a 37 graus. Estava frio e a chover e nós a aproveitar aquele pequeno paraíso quentinhos e a chuva... a chuva, essa, parecia insignificante, até sabia bem. E a névoa que aquilo provocava, a diferença de temperaturas. E fomos à noite, que ainda dá mais tchanan ao cenário. FANTÁSTICO. Não há palavras. Voltámos, sem vontadinha nenhuma, mas felizes e para recepção a nossa família de coração do norte nos esperava, com o seu rebento mais novo que veio conhecer os Algarves., a pequena M.. Filhote e R. fartaram-se de brincar e eu esmifrei a mais nova e bateu a saudadinha de um bebé... ainda que a experiência com o filho com aquela idade não tenha sido das melhores. O resto dessa semana foi passada ao máximo com os nossos amigões. No entretanto, arrumações na nossa casa iniciaram-se pois obras importantíssimas estavam à espera de começar. Agora um descansozinho, já venho contar as cenas do próximo episódio... esta edição já vai longa lol.