sábado, 31 de dezembro de 2011

Boas entradas

Este, que deve ser o último post do ano, serve para vos desejar um 2012 fantástico, com tudo o que desejam, mas acima de tudo cheio de saudinha da boa e amor do bom!!

Até para o ano

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Feliz Natal

E como, em princípio, não vou conseguir cá vir até ao Natal, deixo desde já os votos de Feliz Natal a todos os que nos lêem, seguem, os que por cá passam.
Copiando a frase que escrevi para o meu filho levar para a festa de Natal da escola:

Feliz Natal com muitos brinquedos, sorrisos e beijinhos pintarolas!

Como são crianças e a sala do meu piriquito é a sala dos pintarolas, foi uma frase simples, infantil e, claro, com um toque pintarola :)

Na verdade o que vos desejo é muita, muita saudinha, sem ela nada feito... tudo o resto se conquista!!
Tenham um Natal fantástico e cheio de magia para os vossos pequenotes!

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Festa de Natal da escolinha

Foi muito gira e portaste-te lindamente (ao contrário do ano passado em que avistaste logo o papá e foste a correr para perto dele). Este ano mal entraste em cena, viste-me logo e soltaste um grande "olha" e apontaste para mim (toda a gente riu e eu babei)... ainda pensei que viesses a correr ter comigo, mas não. Desempenhaste o teu papel na perfeição!! A festa consistia numa história narrada por uma das educadoras e depois vocês iam entrando e representavam o que estava a ser contado! Na tua cena havia uma parte em que os meninos tinham que simular o vento soprando... foste o único (acho que começas a mostrar a tua veia artística) a fazê-lo e mais uma vez provocaste gargalhada geral na sala e mais uma vez eu babei, tal a tua dedicação à tarefa pedida... metias as mãos na cara e sopravas (tão foooofooooooo)! Depois, num segundo momento apareceste outra vez para colocares o enfeite que fiz(emos) em casa no pinheirinho... todos os meninos o fizeram! Num terceiro momento todos vieram dar aos papás a prendinha de Natal e por último apareceu o pai Natal para vos dar a prenda por vós tão esperada!!! Claro que esta prenda foi comprada por cada papá e mamã e sempre com a instrução da escola para ser uma prenda solidária, ou seja, que revertesse a favor de alguma causa solidária, deram-nos inclusivé uma lista. Nós comprámos o CD da Leopoldina...tu adoras música e tem sido tradição comprarmos todos os anos, para além de que o CD é espectacular... adoramos ouvi-lo!! E pronto, no final um bolinho para cortar, conversa com educadoras e auxiliares e rumámos à festa surpresa da tia C. onde te fartaste de brincar com a prima M. E a verdade é que olho para ti e estás tão crescido. Atrevo-me a dizer que nestes últimos dois meses a evolução tem sido enorme e eu chego à conclusão que o tempo passa rápido demais... eu já sabia disso, mas quando olho para ti vejo isso a acontecer!!! God!!
Aqui ficou a descrição escrita, mas existe uma descrição visual da festa... está tudo filmadinho!!
Ah e a vóvó inflitrou-se na festa da escolinha e também te foi ver :)
Para mais tarde recordar, taran!!

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Festa...

Hojé é dia de festa a dobrar :)
Titia C., faz aninhos e hoje é também a tua festinha de Natal na escolinha e cá estou eu em pulgas, curiosissíma para te ver e ver o que vai acontecer e, claro, que me irão saltar umas quantas lágrimas como sempre. Pareço uma tonta, choro sempre, nunca me consigo controlar. Fico com o coração tão cheio de alegria, felicidade e orgulho que se traduz sempre em lágrimas. Depois ver aqueles mini-seres todos juntos a cantar, ou a desfilar ou fazer qualquer coisa enternece-me e vai de mais umas lágrimas. As nossas crianças são o máximo e o melhor do mundo e da vida. Agora apetecia-me estrafugar-te de beijos, como fiz esta manhã! Tenho saudades tuas :) LY <3

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Pukê?


E entrámos na fase dos porquês. TUDO tem que ser justificado até à exaustão e até achares que estás bastante esclarecido... o que pode levar algum tempo!
Mas é de partir a moca a rir!
Esta é uma fase tão, mas tão gira pá... todas são, mas esta é demais, giríssima!! É uma fase com gargalhadas diárias garantidas. Os sorrisos, esses estão sempre presentes desde que te soube :)
Luz da minha vida!!

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Lisboa e o Natal

Digam lá que não é linda esta maravilhosa cidade... e o Natal dá-lhe um brilho especial :)

Natal...

... para mim é:
viagem, Lisboa, Alvalade, Campo Santana, Mouraria, filho, companheiro, pais, irmão, avós, tios, primos, cães, casa dos meus avós, avenida da Igreja, Avenida de Roma, Guerra Junqueiro, cozinhar, música, barulho, sorrisos, gargalhadas, discussões, ou melhor diferenças de opiniões sempre presentes, mas tão cheias de boa disposição lol... contraditório eu sei, mas é a verdade, árvore de natal, luzes,quentinho, prendas, comida, abraços, alegria e muitoooo AMOR...

Este ano está tudo com um sabor diferente, não quer dizer que seja mau, mas diferente... ainda não fui invadida pelo espírito natalício que tanto gosto... talvez (de certeza) por causa da minha avózinha!

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

All I want for Christmas...

is YOUUUUUUU!!!

Love this music


Desaparecidos mas bem :)

Temos andado numa roda viva! Mês caracterizado por viagens! Fomos à capital ver a bisa ao hospital que por lá contínua, pelo que nos dizem sai esta semana, mas está muito debilitada. Tenho medo que o corpinho não resista sem assistência médica. O coraçãozinho dela está muito instável, tem arritmias e fica acelerado. Está com medicação intravenosa para baixar a frequência cardíaca, mas mesmo assim está complicado de baixar. Daí o meu receio dela ir para casa. Mas pronto! A fala ficou afectada, mas mesmo assim vai-se percebendo o que diz. O braço esquerdo também ficou limitado. As pernas mexem-se bem. Fiz-me de forte enquanto estive ao pé dela, mas depois desmanchei-me toda. Tadinha, só dizia que ia para o céu ter com a mãe e o pai. Enfim... partiu-me o coração! E ver o meu avô também lavado em lágrimas ainda o rachou mais um bocadinho!
Depois tive que ir a Coimbra a uma formação organizada pela instituição onde trabalho. Lá tive que ir! Vieste comigo e o papá também! Sorte ele estar de folga 3 dias, a apanhar precisamente o dia da minha formação. A chefe deu-me a segunda para fazer a viagem e passar por lisboa para dar um beijinho à vovó. 3ª feira dia de formação e viagem para baixo... chegámos tardíssimo e estoiradinhos! 4ª foste para a escola e eu fiquei a manhã em casa a descansar... a chefe foi uma fofa!
Este fim de semana fico por cá, mas vou trabalhar domingo :S
E sexta, dia 23, mais uma viagenzita para Lisboa para passar o Natal com a família linda :)

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Momentos tão nossos

São os melhores que a vida me pode oferecer.
Já aqui falei do Rio, o filme que adoras e que continuas vidrado. A banda sonora deste filme é fantástica e há uma música em particular que eu gosto muito e tu já percebeste isso. Vens-me sempre chamar quando a cena está para chegar... e adoramo-la ouvir os dois juntinhos.
Ontem na hora de dormir, o papá pôs esta música enquanto nós a "curtíamos" deitadinhos na tua caminha muito agarradinhos um ao outro. Ai caramba será possível ter saudades tuas, quando estou agarradinha a ti??!! É que às vezes parece que é exactamente isso que acontece. É tão estranho!!!
É que às vezes o amor que sinto por ti dói, mas dói mesmo... é um amor como não há igual!
Agora um desbafo... por vezes pergunto-me se conseguirei sentir o mesmo por outro filho. Pergunta parva, eu sei, porque é mais outro amor incondicional, mas às vezes custa-me a imaginar a amar outro ser tanto quanto te amo a ti. Foi só um desabafo! Eu sei que estes amores multiplicam-se... quer dizer saber saber ainda não sei, mas já ouvi dizer :).
Agora cá fica o registo musical, um registo muito nosso meu amor:

Por aqui

vai-se andando.
A tua bisa, minha avó paterna teve um AVC no Domingo :(
Tem 86 anos e é uma pessoa muito doente de há muitos anos para cá... quase que me atrevo a dizer que me lembro sempre dela debilitada, vítima de doença crónica, que ao fim de muitos anos a levou para uma cadeira de rodas, dando cabo lentamente da mobilidade dela. Olhando o lado positivo, é uma lutadora e vencedora... com tantas adversidades resiste e resiste, mas o corpinho alguma vez tinha que ceder e acabou por acontecer no Domingo.
Estivemos, por acaso, este fim de semana em Lisboa, fomos com o vovô J, filho da bisa, meu pai. Despedimo-nos dela e, não sei porquê, talvez obra do destino, ou simplesmente pura coincidência, pensei que poderia ser a última que a veria (e nunca antes, em despedida alguma me tinha ocorrido tal pensamento), mas rapidamente dispersei. O AVC decorreu algum tempo depois de termos saído rumo a sul, íamos a meio caminho. Só soubemos da notícia à noite, já tínhamos chegado aos nossos lares.
Ela está bem, dentro do que aconteceu, está lúcida, perdeu mais mobilidade ainda do lado esquerdo, a fala está afectada, mas o raciocínio não. O vovô já foi ter com ela e nós vamos também no fim de semana. Esperemos que rapidamente melhore, mas já sabemos que a recuperação vai ser limitadíssima, a idade não ajuda nada, nem o restante estado de saúde dela. Mas queremos que ela esteja bem, confortável e que tenha muitos, muitos mimos que é tudo o que precisa.
Beijos minha avózinha!!!

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Bruxismo

É uma perturbação do sono, até algo frequente em crianças e parece ter chegado ao meu filhote.
Esta noite foi uma coisa por demais.

Perdeste a tua chupeta durante o dia. Eu trabalhei o dia todo e o papá diz que a perdeste... o certo é que nem ele a encontrou, nem eu mais tarde quando cheguei. Como eu trabalhei até às 18h e o papá entrou no trabalho às 16:30 ficaste nesse intervalo com a avó G. e o avô Z. Adormeceste a caminho da casa da avó sem pupa e quando acordaste acho que foi um berreiro que só visto. Lá te conseguiu "enganar" e acalmaste. Depois fui-te buscar, e à noite para te deitar, já depois de procurar insistentemente a pupa e de não a encontrar (e não havendo outra, estamos sempre a perder pupas, estejam elas agarradas a uma corrente ou não), tive uma conversa contigo a explicar que esta noite não irias dormir com a pupa, mas que no dia a seguir iriamos comprar uma (escusado será dizer, que aproveito a deixa para ver se a larga definitivamente). Aceitaste a proposta muito bem e não houve problema para adormecer. Até fiquei a pensar que iria ser facil o desmame da pupa. E eis que passado duas horitas, estava o pai a chegar a casa do trabalho, já com duas pupas não fosse o diabo tecê-las, acordas aos berros. Não pedias a pupa, só choravas. Depois de mais de meia hora a tentar acalmar-te pediste para ir para a nossa cama e cedemos... percebi que isto da pupa devia estar a surtir os seus efeitos na tua cabecinha. E foi depois aí que nos apercebemos que estavas a ranger os dentes... e fizeste-o várias vezes durante a noite, foi horrível!!!

Hipóteses:
Diz-se, pelas leituras que fiz e pelo que a memória dos tempos de faculdade ainda me diz, que é uma perturbação do sono, frequente nas crianças e que por norma passa até aos seis anos ou então pode ir mesmo até à adolescência.
Pode ter causa, embora não provada, pela presença de parasitas no intestino (está na altura de desparazitar e exclui-se logo a hipótese), no nascimento de dentes (excluída por já terem nascido todos), desalinhamento dos dentes (é bem provável), otites (a analisar) ou factores de stress, provocado principalmente por mudança de hábitos e rotina, que me parece de caras o mais óbvio... a ausência de algo a que estás habituado na hora de dormir e é só para isso que usas a pupa, para dormir à noite. Durante o dia nem a vês e na escola já não existe há pelo menos um ano.

Consequências:
No geral não é motivo de preocupações, no entanto, a ser um hábito já frequente deverás ser observado por um dentista para ver se estarás a prejudicar os teus dentinhos.

Portanto, agora é esperar para ver... se isto se tornar muito repetitivo deveremos falar com o teu pediatra e com o Tio M. que é dentista e irá ver como estão os teus dentinhos.

Nos entretantos, vamos fazer do momento de ir para a caminha um momento mais calmo. Comigo é, mas com o papá não, é um alvoroço que só visto. Já lhe disse várias vezes que pelo menos meia hora antes da hora de deitar é para acalmar, e proporcionar um ambiente sereno, tranquilo e harmonioso.

Lets see... espero que passe depressa porque faz-me mesmo imensa impressão o barulho... arrepia-me todinha.

sábado, 26 de novembro de 2011

momento nostálgico

Acabei de te deitar. Encho-te de beijos e mimos e estás deliciado! Cheiras a bolacha de canela e rebuçado de laranja! Meu doce menino! Estou nostálgica! Amo-te infinito mais além, como nos dizemos um ao outro!
Bons sonhos meu amor


Fim de semana curtinho

Este fim de semana vai saber a pouco... muito pouco mesmo :(. Vou trabalhar amanhã, o dia inteirinho...
O que me faz pensar que não vai custar muito é o facto de saber que esta semana vai ser curtinha... tirei a sexta feira, portanto irei trabalhar 3 dias.
Enfim... vai custar na mesma. Buahhhhhhh :( nem sei porque me dou ao trabalho de ir trabalhar (passo a redundância) com a barbaridade de coisas que vou ouvindo dos meus chefes... não merecem, nem um bocadinho, mas parva sou eu que ainda não aprendi a dizer NÃO.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

*momentos únicos*

"Tás a fazei??", pergunta sempre que chega ao pé de mim.

A imagem do computador foi abaixo, olhas muito incrédulo para mim "o c'aconteceu?"

Ao pôr-te o creme depois do banho, dou-te uma amostra de outro creme para as mãos. Olhas para mim e perguntas "podemos abi?" Fiquei pasma por ter empregue a primeira pessoa do plural... nunca o tinha feito.

Ontem descalçaste-te. Estive sempre a dizer-te para te calçares, não me ouvias ou melhor fingias que não me ouvias. Mas como estavas em cima do tapete não estava a insistir como deveria. Até que começaste-te a dirigir para o chão chão e começaste a gatinhar. Eu disse-te mais uma vez para te calçares que não podias ir assim para o chão. A fugir de mim dizes "tou a gatinhar". E realmente estavas a gatinhar com os pés no ar, sem tocar no chão... a última vez que me vi naquela posição foi nas praxes quando entrei para a faculdade. Resultado fartei-me de rir por, ao fim e ao cabo, estares a respeitar o que te disse (à tua maneira, claro) e as lembranças daquele tempo vieram à tona. "Caloira, de 4 jáaaaaaaaaaaaaaa!"

E é assim, parecem coisas simples, mas para mim significam tudo. Ver-te a crescer, ouvir palavras e expressões novas todos os dias, é a melhor recompensa de sempre e para sempre.

E agora estás a ver um episódio da Casa do Mickey e estás a responder a todas as perguntas que ele faz lol.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Popota Rules :)

Sexta feira a Popota veio à nossa humilde cidade. Fez o furor entre as crianças. É toda jeitosa e dança muito bem... very sexy lol. Claro está que também não faltámos ao evento e tirámos umas fotos com a dita. Cá vos deixo uma da fofinha.



sexta-feira, 18 de novembro de 2011

trim trim

E hoje o teu pediatra ligou. Tinha a ver com as tuas análises de que falei aqui há uns tempos. Quando ficaram prontas, o papá foi levá-las ao Dr. que ficou de ligar quando as visse. E hoje foi o dia e está TUDO BEM :). As análises estão óptimas, tudo negativo em relação a alergias. Tudo bom...yeeeeehhhh!!! Feliz da vida que fiquei e que estou... são e serão sempre as melhores notícias que alguma vez poderei receber. Fica ainda por perceber de onde vem essa tosse maluca e inesperada que te dá. Talvez alergia a outras coisas que não foram examinadas, não sei. Com o tempo e o devido acompanhamento médico se verá, né?
Tou feliz... nada ultrapassa isto e isto compensa tudo :)

Rio

aqui tinha dito que o "Rio" foi o primeiro filme que assististe. Falta dizer que agora é em modo repeat. God! Todos os dias quando chegas da escola "qué vê rio", não pomos sempre, mas quase confesso. Já o sei de cor e tu também. Confesso que às vezes "dá jeito" porque como o papá nunca tem um dia de trabalho com o mesmo horário acabamos por passar muito tempo sozinhos os dois e, como tenho sempre coisas a fazer cá em casa e tu adoras andar atrás de mim, acaba por dar "jeito" estares entretido com alguma coisa que eu sei que te atrai e que ficas sossegadinho (é que ficas mesmo), quem te conhece só acredita quando vê... é que és um pulguinha saltitante, raramente estás quieto.
Enfim e enquanto escrevo isto estou a levar com mais uma dose de Rio. Nobodys fault but mine, por isso cala-te boca... o filme até é giro vá, uma ternurinha que conforta o coração :) Gosto muito!!

yeeesssss... weekend!!!

Não sei porquê, mas hoje parece que o dia está a levar eternidades a passar. A precisamente 11 minutos de sair do meu trabalhinho... have a nice weekend

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Já sabia...

... que mal abrisse a boca para dizer que o meu baby estava a dar uma noites muito melhores, que as antigas iriam voltar. Dito e feito. Esperei quatro dias para me começar a gabar do feito a meio mundo, e pronto descambou tudo. Há duas noites que o filme recomeçou. Na primeira, foi ele parar à nossa cama a meio da noite. Chateou-me tanto, mexeu-se tanto, só queria estar em cima de mim e a puxar-me o cabelo (vício que tem desde sempre, não faz para me aleijar... tem o vício de meter o meu cabelo entre os dedos dele, mas acaba sempre por mos puxar e doi imenso, ainda por cima à noite, em que uma pessoa está relaxadinha a dormir e acorda com uma dor lacinante de puxadela de cabelo). Enfim, desesperei tanto, que deixei-o na cama com o pai e fui para a cama dele. E hoje... a meio da noite chamou-me. Quis leitinho. Bebeu e depois quis que ficasse com ele a dormir. Ainda o contrariei e tal, mas logo cedi. Estava morta de cansaço. Resultado... noite muito mal dormida e uns quantos cabelos a menos (para variar).

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

*momentos únicos*

Ligo o carro, a música começa a tocar e ouve-se:

"Mãe, qué ouvir pa jam" (já a formiga tem catarro, hãn?)

Pearl Jam, a banda preferida do pai e pelo andar da carruagem irá ser a do filho também. Confesso que também gosto bastante, mas o pai é fã incondicional.

Sendo assim, deixo-vos com a preferida do pai - "Black":


E já agora da mãe (adoro, adoro, adoro) "Yellow Ledbetter":

domingo, 13 de novembro de 2011

E amanhã já é segunda...

... e eu já estou com o estômago embrulhado, uma angústia... belhec! Cada vez mais me custa ter que ir trabalhar ali, naquele sítio. Só me apetece bater o pé, dizer que não vou, fazer uma birra, como o meu filho! Apetecia-me ser criança outra vez...

sábado, 12 de novembro de 2011

na mó de baixo - the finnalle (assim espero)

- Já me sinto melhor;
- O meu filhote, incrivelmente está a dormir bem melhor (espero não estar a falar e estragar tudo, às vezes quando abrimos a boca, pimba... volta tudo ao mesmo);
- Já não andamos às turras, muito pelo contrário :).

Está-me a querer parecer que a fase menos boa está passar... e está-me a querer parecer que está directamente relacionado com o facto de eu não ter ido trabalhar nos últimos dois dias... realmente aquilo faz-me mal, transforma-me noutra pessoa.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

na mó de baixo - parte dois

Continuamos na mó de baixo, embora os motivos se tenham alterado um pouco:
- mantém-se a mesma situação relativa ao trabalho;
- as turras cá em casa, transformaram-se em festinhas;
- a noite do meu pirralho foi indiscutivelmente melhor. Embora ainda tenha acordado algumas vezes, dormiu a noite toda na caminha dele... coisa rara.
Agora...
continuamos na mó de baixo porque estou de baixa em casa, somente por dois dias é certo, mas de baixa. Apanhámos um susto esta noite. Numa das vezes que o meu pimpolho acordou ao levantar-me, só não me estatelei no chão, porque o roupeiro amparou-me a queda. Foi cá um barulhão, afinal de contas fui contra ele. O meu homem deu um salto da cama, agarrou-me, sentou-me na cama, foi atender o pikinim enquanto eu me tentava recompor. Estava com a cabeça completamente às voltas. Deitei-em e continuava super tonta. Foi assim até de manhã, quando achei melhor não ir trabalhar e ir ao Centro de Saúde, até porque desde há 3 noites para cá que tenho vindo a acordar a meio da noite tonta, nunca me tinha acontecido isto principalmente deitada. Enfim, lá fui mais o meu fofinho grande e, após umas boas horas à espera e umas discussõezinhas com a administrativa por me terem passado à frente, resultado da minha ficha ter ido parar ao caixote do lixo e eu não existir para ÚNICO médico que estava a atender. Enfim, situação resolvida e fui atendida. Expliquei o que sentia. Mediu-me a tensão, pensando que estava baixa... não! Pior um pouco... tenho a alta a puxar para o alto e a baixa a puxar pó baixo. Pergunta-me se me tenho sentido doente, eu respondo que não...só um cansaço (que é constante), uma tossessita, um picozito na garganta quando acordo, mas nada de mais. Ao ver-me a garganta, pumba. Inflamada, aí está... anginas. Nice hãn?! Vá lá que não está a ser muito doloroso. Eu que sofro tanto da garganta, resolvidas sempre e só com injeccões de penincilina sei bem o que dói. Desta vez ainda está numa fase inicial, pelo que vou tomar antibiótico durante 3 dias, um único comprimido por dia, deve ser dose de cavalo. No entanto, o médico preferiu que eu ficasse em casa hoje e amanhã a descansar, para ver se a tensão acalma e estabiliza, tratando disto em casinha, sem passar por várias diferenças de temperatura para não prejudicar mais a garganta.
Por mim óptimo... dado as coisas lá no trabalho só agradeço... o dinheiro faz falta, pois faz, mas a saúde mental faz mais. Digo eu que lido com saúde mental diariamente devido à profissão, já tive um break e não me apetece ter outro.
Agora vou descansar e aproveitar para cochilar que bem preciso, descansar enquanto o meu amorzinho está na escolinha.
Até logo.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

na mó de baixo

Por estes lados não se anda muito bem!
- O regresso ao trabalho foi mau, o ambiente anda péssimo e eu não sei lidar com isto;
- Em casa também andamos um bocado às turras;
- E para piorar um pouco as noites têm sido horríveis, nunca são boas, mas estas têm sido do pioriu. Acordas 500 mil vezes durante a noite e só queres mãe e querer a mãe passa basicamente por querer dormir comigo, literalmente em cima de mim a mexer-me, digamos antes, puxar o cabelo. Ando esgotada, sinto-me tremendamente cansada e só tenho vontade de chorar.
Esperam-se melhores dias. Não tarda chegam :)

terça-feira, 8 de novembro de 2011

*momentos únicos*

Já sabe os dias da semana e eu sem dar conta de nada.

Numa sexta feira passada, que não a passada:

Filho - "mãe, amanhã vou pá escolllla?" (enrola muito os ls)
Mãe - "não filho, amanhã é sábado."
Filho - "e depois é domigo?"
Mãe, ?????? franze a sobrancelha de espanto - "sim amor, depois é domingo."

Sessão fotográfica na escolinha *

Já chegaram as fotos. Estão giras, ficaste com uma expressão engraçada, mas tens fotos melhores... cá p'ra nós... o fotógrafo podia ter-se esmerado um pouquinho mais, mas pronto! O tio tratará de nos fazer uma sessão fotográfica à maneira... vantagens de se ter um mano fotógrafo, não profissional, mas quase :)

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Bloody monday

Uma pessoa chega de férias e leva logo com filmes... de péssima categoria diga-se!!
Porra que tou mais farta disto que sei lá o quê!!!!
Fica o desbafo... estava a precisar!
aqui fica um grito escrito, já que não posso verbalizá-lo:

AAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

trick or treat

HAPPY HALLOWEEN

Check point

Continuamos de férias... de momento na capital, mas amanhã rumamos para Viseu :)!
Temos andado no laréu... tens andado felicíssimo! Adoras vir à casa dos bisas! Fazes uma festa que só visto. Fizeste a viagem para cima toda a dormir, quando chegámos (já tarde), acordaste mal o vovô parou o carro à porta de casa dos bisas! Olhaste para a rua, percebeste que já tínhamos chegado e começas numa euforia "Vó Adina, vó Adina, vó Aldina". Partimos todos o côco a rir.
Hoje fomos ao Jardim Zoológico... awesome! Foi o tio que propôs irmos e tu deliraste! Momento alto do dia: uma beijoca repenicada de um leão marinho na tua bochecha fofa :), momento registado na máquina do tio e claro nas objectivas dos fotógrafos do zoo. Das três fotos, trouxemos uma... e... e. Enfim é como digo... tudo o que envolva crianças é negócio feito. 5€ por uma foto daquelas...god... mas quem resiste???? Quem??? Not me!!! Ah também adoraste andar no comboio. Dizias que era o comboio dos dinossauros (quem vê o canal panda sabe do que falo lol).
Love days like this :)

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

ainda não disse...

... mas hoje entro de férias. Amanhã mais a semaninha que vem todinha!
E ainda hoje, embora tarde, rumamos até à capital... ah saudades e depois, passado uns dias vamos até Viseu para ver a nossa-família-de-coração-do-norte. O papá vai lá ter, porque trabalha até segunda (ainda vai tentar arranjar uma folguinha)... nós aproveitamos a boleia dos avós e vamos mais cedo, yupi!!!

ontem vs hoje

Ontem foi um dia verdadeiramente MAU!!!! Hoje já parece prometer vir a ser mais luminoso. Please be it!!
Tive uma discussão com uma amiga e colega de trabalho!! Não foi bonito e eu fiquei de rastos! Fiquei magoada, disse-lhe depois, lavada em lágrimas, quando os ânimos arrefeceram e ela automaticamente pediu desculpa!!! Eu também reconheci que não tinha tido o melhor descernimento na decisão que tomei. E é a conversar que as pessoas se entendem!
Hoje já fomos tomar o pequeno almoço juntas, como sempre e o meu coração encheu-se de alegria por ter este momento, tão banal, mas tão nosso... e hoje especialmente especial, passo a redundância!
Sei que não me lês, não tens conhecimento deste blog, ninguém tem a não ser pais, marido, irmão e mana do coração, mas se por acaso pararares por aqui "meu raio de sol" (tratamo-nos com termos muito fofinhos) sabe que eu gosto muito de ti, muito mesmo. Beijinho do teu "docinho de coco" lol.

Filho, como este blog é para ti e sobre ti, que saibamos tirar uma lição...
na vida há amores e desamores, amizades e inimizades, tristezas, alegrias, um mix de todos os sentimentos que existem. Pela tua estrada irás deparar-te com situções constrangedoras, complicadas, difíceis. Não fujas... encara o "boi pelos cornos" (peço desculpa aos mais sensíveis), não faças como as avestruzes que enfiam a cabeça na areia. Pode custar muito encarar a realidade, mas custa mais se fugires ou fingires que nada está mal. Só assim te tornarás num homem integro, confiante, humilde, honesto e puro. Sei que irás ter muitos defeitos, quem não os tem, mas que a tua essência seja genuinamente boa. Quero que sejas um bom homem, feliz claro (o meu principal objectivo)... irei trabalhar para isso.
E fala aquela que quando se depara com alguma pedra no caminho fica partida em mil pedaços, projectando sempre que a seguir vem um pedragulho e que é o fim do mundo. Fico despedaçada quando fico triste com alguém... nem consigo explicar como, o meu pensamento não descentraliza disso.
Já passou, já passou!

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Hoje é dia de festa...

Vamos jantar à casa da tia R. que hoje faz aninhos. Vais adorar porque vais lá ter as tuas primas e é uma paródia... gostas é do forrobodó.
E mais uma vez hei-de ouvir dizer que tens pilhas duracel (passo a publicidade), que não páras, blá, blá blá. Depois dizem "ah, quando chegar à cama dorme que nem um anjinho" e eu respondo - já automaticamente - "não, mesmo a dormir as pilhas dão sinal de vida". E sim, desde há dois anos e meio para cá que não sei o que é dormir uma noite seguida... essa é que é essa!!
Já agora:

*momentos únicos*

Ele: "Mãe, tens um bebé na barriga??"
Eu: "?????? Não filho, não tenho, porquê?"
Ele: "Qué vêi" (quero ver), diz ao puxar-me a camisola para cima.
Eu: "Queres ter um mano filho?"
Ele: "Xim, mosta, qué vêi!"
Eu: "Oh filho, a mamã não tem bebé na barriga!"
Olha outra vez para a barriga, dá-lhe um beijinho e diz "ohhhhh que fofinho!"

E perceber de onde é que ele foi tirar esta ideia... nunca lhe disse que os bebés estão na barriga, nunca calhou. Portanto deve haver grávida na escolinha, ai deve deve. É isto ou então é o meu filho a chamar-me gorda, que não é mentira nenhuma...os quilinhos a mais sempre me acompanharam. Tá na hora de pensar em fazer mais um regimezinho... mais um, só mais um!

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Confesso...


... que já me iniciei nas compras de Natal! Não, não foi nada premeditado. Simplesmente numa ida a uma grande superfície, deparei-me com um montão de brinquedos a menos de metade do preço... desconto imediato! Aproveitamos e fizemos a maré. Despachámos a criançada toda (sim, este ano únicos beneficiados com o Natal, já o ano passado assim foi). Corremos o risco da criançada repetir os brinquedos e depois não os poder trocar tal a antecedência com que os comprámos... mas ainda assim, preferimos o risco. Ficou a faltar filho, sobrinha-afilhada do papá e prima-afilhada da mamã. Tratamos desses amores depois.
Mas filho, no caso de leres isto ainda em idade "inocente", o pai natal é quem dá os presentinhos aos meninos, os papás este ano é que decidiram ajudá-lo, porque estamos todos em crise, temos que ser "uns pós outros".
Será que pega??? Lol

Fall

Na teoria, o Outono já chegou há algum tempo, mas este fim de semana passou da teoria à prática!!
Hummmm... já me cheira a castanhinha assada e cozida, hummm o cheirinho de erva doce, mham mham!

Bem vindo
Outono


Nota: esta foto, como praticamente todas que aqui estão expostas não são da minha autoria, como já referi algures num post anterior. Alguma coisa é só dizer que as fotos serão automaticamente retiradas.
Embora tenha isto escrito aí alguras, nunca é demais reforçar as ideias.

domingo, 23 de outubro de 2011

30 mesinhos

Feitos ontem!
Queria ter vindo cá para marcar a data, mas não houve oportunidade!
2 aninhos e meio de príncipe encantado, de amor incondicional, de filho mais lindo do mundo, do universo, infinito mais além!!
Quero mais e mais e mais e mais e mais e mais e mais e mais e mais e mais e...
AMO-TE!

Família de coração

Somos um grupo relativamente grande de amigas, mas amigas amigas, não amigas só por dizer que o somos. Claro que há afinidades maiores e menores, mas isto sempre dentro de um amor que nos caracteriza. Rimos, choramos, dicutimos, berramos, acarinhamos, damos força, encontramos alternativas, sonhamos, damos sermões, damos a mão, ouvimos, falamos, dizemos as verdades, damos beijinhos, damos abraços, desbafamos, divertimo-nos, conhecemos as famílias de cada uma, convivemos com elas, viajamos, planeamos, preocupamo-nos, amparamos quedas, ajudamos, confiamos, embebedamo-nos, vamos à praia, cinema, teatro, pequeno-almoçamos, almoçamos, lanchamos e jantamos fora, saimos à noite, crescemos, somos má lingua, mas também boa, vamos às compras, refilamos, vemos para lá do olhar, limpamos as lágrimas e partilhamos sorrisos, também partilhamos as lágrimas,  apontamos o dedo, mas também tiramos a camisola e damos o braço a torcer (umas mais que outras), somos gordas, magras, loiras, morenas, giras (claro!), sorridentes e FELIZES porque nos temos... always and forever!
e isto é uma família de coração... muitas vezes mais importante e mais presente que a família de sangue! Não é o meu caso felizmente, mas sei bem que assim é em muitos.
Portanto eu sou duplamente feliz, porque:

Família de sangue + Família de coração = 1
A minha Família

AMO-VOS

Espero que construas também uma família assim meu amor

*momentos únicos*

Filho: "Mãaaeeeee, olhó V. na togafia" (mãe, olha o V. na fotografia) - diz a olhar para o wallpaper do meu pc. 
Mãe: "pois é filho, é o V."
Filho: "ohhhhhhhhhh, tão fofo!!!"

Lol, nunca o tinha ouvido a dizer tal palavra, mas é natural que a diga porque eu repito-a vezes e vezes sem conta... sempre foi uma das minhas palavras preferidas.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

ups...

E sem querer já menti!!! E é assim que nos tornamos mentirosas! É um pormenorzinho de caca, mas convém reparar, não vás um dia ler isto tudo e perceber as contradições e pensares "já a minha mãezinha naquele tempo não estava muito bem de cabecinha tadinha".
No post anterior disse que tinha sido a primeira vez que andaste em carrosseis. WRONG!!!
Este verão, quando fomos ao Zoomarine, andaste e foi aí que te estreaste. Foi preciso publicar o post para se fazer luzinha neste cerebrozinho que cada vez está mais esquecido.
Enfim, está reposta a verdade!

"Era uma vez um cavalo... que vivia no seu lindo carrossel"

Esta semana a feira está por cá. Todos os anos em Outubro, o maior parque de estacionamento da cidade tranforma-se em parque de diversões e barraquinhas. Eu gosto. Por ser típico, não conheço o mês de Outubro nesta cidade de outra forma, sem a bela da feira e agora que tenho o meu piquinim tem outro sabor... fica deslumbrado com tantos carrosseis, músicas parolas e colorido das luzes. Fomos na passada 6ª com a família paterna quase completa. Faltou o papá, que estava a trabalhar, o avô que não se integra muito bem nestas aventuras porque tem que dar mais que 20 passos seguidos, os tios porque são uns trabalhadores exemplares ou não e saiem sempre muito tarde e a bisa que é uma fofura e a verdade é que não sei porque é que não foi. Bom, no que diz respeito aos tios e à bisa, se não tivessemos que estar na casa de uma outra prima às 19 para um jantar familiar, provavelmente teriam ido lá ter... ou não. Bom foram primas, primos, avó, tio avó, tio, enfim eramos uma porradona deles e foi a primeira vez que andaste em carrosseis. Adoraste, ficavas com um ar tão sério quando estavas a andar... tão engraçado, concentradíssimo a andar de mota, carro e afins! Foi muito bom. Já lá voltámos, o papá desta vez acompanhou-nos e voltaste a dar mais umas voltinhas!
No domingo fomos ver um campeonato de equitação, como já referi num post anterior sobre lamechices. Também gostaste muito, imitavas o som dos cavalos e do nada começaste a cantar "era uma vez um cavalo, que vivia no seu lindo carrocel... a correr chá lá lá, a saltar chá lá lá..." and so on and so on. Depois dos cavalos fomos ter com as tias-de-coração, tio-tio e tio-de-coração que acabaram por ir jantar lá a casa. Adoro estes momentos. Parecemos - e somos - uma família enorme. A nossa casa é também a casa deles. As nossas casas são de todos nós, portas sempre abertas 24/7! É tão bom sentir a minha casa a casa deles!

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Ando cá uma lamechas

Sempre fui aliás, muittttooooo!! Mas desde que fui mãe choro por tudo e por nada, como se diz na gíria. É porque vou ao teatro com filho e marido e choro que nem uma perdida a olhar para o meu pequenino que está deslumbrado com aquilo tudo! É porque fomos ver uma competição de equitação e uma miúda que não tinha mais que 15 anos e a competir com homens de 30 e 40 fica em 3º lugar, fazendo uma prova limpinha, num cavalo que era o mais pequeno e mais enfazadinho que não prometia, mas que me enganou bem enganada, uma pessoa julga pelas aparências e depois pimba... chorei que nem uma perdida (atenção: não conheço a miúda de parte alguma)! É porque vejo o Peso Pesado e choro! É porque leio qualquer coisa que me sensibiliza e pronto vai da lágrima a cair! É porque alguém me conta alguma história de vida mais difícil e fico arrepiada até ao pescoço e choro! Quer dizer logo eu que exerço uma profissão onde me deparo diariamente com vidas complicadas... olha, tenho que me aguentar à bronca!!! E é porque a qualquer hora do dia, da noite (principalmente de noite, confesso) olho para ti e me derreto e choro por me sentir tão abençoada por te ter e por ter medo que quando cresceres não me queiras dar tantos beijinhos quantos aqueles com que me enches agora e fazem de mim a mãe mais feliz do mundo! Sofro tanto por antecipação que ainda agora tens dois anos e eu já penso como será quando tiveres 15. Quando vejo os miúdos dessa idade na rua penso que tu também vais ser assim e não vais querer a mamã, nem o papá por perto porque não queres que pensem que és filhinho dos papás (eu sei que é típico da idade, também já a tive e embora nunca tenha tido vergonha dos meus pais, havia determinadas alturas em que não os queria por perto). Mas olha se leres isto com essa idade, aqui fica a notícia ÉS FILHINHO DOS PAPÁS SIM, PRINCIPALMENTE DA MAMÃ!!! Pronto, estou para aqui a ter uma crise de sei lá o quê e estou a avariar completamente, o que só vem confirmar as minhas suspeitas... devo estar com um descontrolo hormonal de qualquer tipo, que nem a mim própria me aturo!!! Gooddd

Análises

E hoje fomos os três fazer análises ao sangue. Eu e o papá fomos fazer análises de rotina e tu foste ver se tens alguma alergia. É que tens tosse permanentemente (por acaso desde há uma semana para cá, que a tosse é rara) e não tem a ver com constipações, nem nada. Simplesmente do nada começas a tossir, a tossir, a tossir e muitas vezes, muitas vezes mesmo chegas ao ponto de vomitar. E supostamente estás bem, não estás constipado, nem mais susceptível quando acontece, pelo menos aparentemente. O nosso querido Dr. R. mandou então fazer algumas análises para fazer despiste (ou não) de tosse alérgica. O papá já recebeu uma sms a dizer que tem as análises prontas, já as enviaram por mail. As nossas ainda não, o que é natural, é raro o laboratório que entrega umas análises no próprio dia (só conheço mesmo aquele). As minhas ainda não estão completas porque não levei a primeira urina da manhã, ups (o papá deturpou a coisa e fez lá, dizendo que era a primeira, mas na verdade era a segunda) eu como sou muito correcta nestas coisas, levo amanha de manhã a primeira urina e só depois é que devo ter os resultados. As tuas não estão, não sei porquê. Se calhar demoram mais tempo, têm que fazer cultura ou um estudo mais detalhado ou qualquer coisa assim. Enfim, também não há pressa. E aquele laboratório é o máximo, nem me chateio mais em ir lá para ir buscar as análises... vem directamente para o mail. Já na  gravidez foi igual e elas só te conheceram agora fora da minha barriguinha! São umas queridas, passados quase três anos de lá ter começado a ir fazer as análises típicas da gravidez elas lembravam-se de mim. Vá pronto, uma delas conhece-me do tempo da escola, nunca foi da minha turma, mas tínhamos amigas em comum. E isto só me faz lembrar e pensar como o tempo passa, há precisamente três anos e três semanas soube que te esperava 27-09-2008, meu pequeno grande amor! Amo-te universos mais infinitos mais além!!

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Sessão fotográfica na escolinha

E sexta-feira foi dia de sessão fotográfica na escola!
Can't wait to see the result :)

O teu primeiro filme

Foi este...


...e gostaste muito. Nós também!
Fizemos uma sessão de cinema em casa. Não esperávamos que te aguentasses tanto tempo sossegado a ver o filme, mas o certo é que aguentaste quase o filme todo. Para o final já estavas a ficar agitado, mas já era o soninho a chegar.
É um filme giro, simples, sem grandes dramas (com alguns, é claro, como todos), cores apelativas, músicas giras e cheio de passarada :). Como tu gostas de passarinhos, vidraste quando viste tantos, tão diferentes e tão giros e tão coloridos.
Depois disto já pediste para o ver mais vezes. Tá visto que podemos continuar nesta onda e não ficarmos somente pelas séries que tanto gostas de ver... continuar, é claro, mas evoluir! Introduzir coisas novas sem esquecer as "antigas", que também gostas tanto!
Só ficou a faltar a bela da pipoquinha... para a próxima não falha!!!

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Desapontada...



Tenho pena que o sul do país, nomeadamente o Algarve (sim, ainda somos portugueses) fique quase sempre esquecido! O canal Panda também dá nas nossas televisões e as nossas crianças também vibram com ele. Ainda houve uma altura em que cá vinham, mas despareceram do mapa... aliás devem é ter riscado esta região do mapa deles...enfim, só para mostrar o meu desagrado! O meu piolhito iria adorar!!! Talvez dê para ir a Lisboa ver, aproveitamos e matamos saudades da família, um caso a estudar, ou seja, esperar que o horário de Dezembro do papá saia e ver a sorte que nos calha!!!
Vá lá que o Ruca se lembrou aqui dos mouros ehehe

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Just Perfect


You & Me

Li e gostei

Gosto muito de ouvir e ler Eduardo Sá. Não sou sua leitora assídua, embora me esforça por sê-lo, mas às vezes a falta de tempo faz com que alguns artigos me escapem. Ontem li um que, entre tantos outros, adorei! Aqui fica o seu texto e se puderem leiam Eduardo Sá. Aprende-se muito, conselhos bons e chamadas de atenção excelentes. Às vezes - para não dizer a maioria das vezes - determinados pormenores (que por vezes nos passam ao lado) fazem a diferença! O Psicólogo escreve belíssimos artigos na Pais&Filhos. Estão disponíveis no site, bem como artigos de outras grandes figuras ligadas à criançada :)

"Um pai de verdade nunca será terceiro. nem é ausente. é precioso nos mais pequenos gestos. é firme e sereno. é sóbrio. é justo e arrojado. terno e bondoso. e nem mesmo quando se afasta fica  ausente.
1 - Ao longo da história, as famílias foram sendo machistas e matriarcais. A mãe seria, formalmente, o número dois da hierarquia familiar, embora fosse o elemento preponderante na educação dos filhos. O pai respondia pelos recursos económicos e pela lei da família, embora fosse um número um, realmente ausente nos momentos preponderantes da vida das crianças. Em rigor, as crianças tinham dois pais mas nunca usufruíam de ambos em simultâneo e por inteiro. Apesar disso, o pai sempre se acomodou a essa função de elemento de segunda necessidade para o desenvolvimento das crianças: às vezes, porque era colocado, pela mãe, longe da relação com os filhos; às vezes, porque se excluía dela, tornando-se ausente.
O século XX transformou, profundamente, o lugar do pai. As crianças foram morrendo menos no primeiro ano de vida e, por isso, as gravidezes diminuíram. Os métodos contraceptivos tornaram-se mais eficazes As mães passaram a ter uma vida profissional e muitos pais passaram a reclamar mais vida familiar.
2 - O pai é importante para o crescimento das crianças? É. E se muitas mulheres incentivam a «maternalização» do pai (repartindo com ele a educação dos filhos), outras continuam a exigir para si um protagonismo exclusivo que o coloca, invariavelmente, como terceiro na relação mãe/filho.
Ora, o pai – um pai de verdade – nunca será terceiro. Nem é ausente. É precioso nos mais pequenos gestos. É firme e sereno. É sóbrio. É justo e arrojado. Terno, empreendedor e bondoso. E nem mesmo quando se afasta fica ausente. É pai. Para sempre.
3 - Mas há pais que se ausentam e, com isso, magoam um filho. Haverá – de forma simplista – três formas de um pai se tornar ausente para os seus filhos: quando morre, logo que se demite e sempre que se afasta.
Há pais que morrem em vida, devagarinho. Serão, entre todos, os mais dolorosamente ausentes. Acompanham a vida dos filhos, desde sempre. Mas desconhecem-nos. Demitem-se de lhes ler o coração ou de se colocar, por instantes que seja, no lugar deles. Imaginam valer pelos bens que transmitem e nunca pelos sonhos que conquistam (esquecendo que os pais mostram um caminho sempre que o percorrem, nunca se o indicam). Mas morrem um bocadinho se não abraçam. Morrem quando não brincam. Morrem sempre que decepcionam. E são tantas as decepções que os seus gestos acumulam que, quando morrem de facto, os filhos atestam um óbito (mais que desmoronam num choque). E, ao morrerem, deixam a pior de todas as saudades: a saudade pelo que não se viveu. Não são pais pelos gestos que dão mas por tudo o que os filhos desejavam que dessem.
4 - Outros pais tornam-se ausentes quando se separam. Ao contrário do que se diz, não são, por isso, piores pais (embora alguns destes só despertem para os seus deveres de pais com o divórcio). E, se bem que muitos sejam, escandalosamente, descriminados pelo género sexual, quando se trata da atribuição do poder paternal dos seus filhos, muitos divórcios são amigos doutros pais: atribuem-lhe os filhos pelo tempo que, de modo próprio, nunca reivindicariam (tornando-os mais presentes, por dentro, depois de se tornarem, realmente, ausentes, por fora).
O grande problema dos pais de fim-de-semana é que se sentem tão pouco pais que imaginam valer mais pela benevolência de Pai Natal do que por eles próprios. Daí que desde o circuito das pizzarias, nos centros comerciais, até à forma como competem pelo amor dos filhos, em troca de uma t-shrt ou de outros ténis, tudo vale. E, pior, sempre que não são telepais, o exíguo espaço de tempo que compartilham com os filhos, empurra-os para a função de amigos mais velhos, mais ou menos demissionários (quando se trata de definir regras ou limites) que é tudo o que um pai não deve ser.
Alguns destes pais tornam-se ausentes por fora e por dentro. A sua ausência parece legitimá-los nas omissões em relação a momentos fundamentais da vida dos filhos. Falham nas alturas em que a sua presença seria imprescindível. Exigem e intimidam, como se todos os direitos que reclamam não se devessem iniciar em idênticos deveres. Na verdade, não são pais. São, simplesmente, progenitores.
5 - Ora, o pai – um pai de verdade – nunca será terceiro. Não é ausente. Nem amigo ou progenitor. É precioso nos mais pequenos gestos. É firme e sereno. É sóbrio. É justo e arrojado. Terno, empreendedor e bondoso. E nem mesmo quando se afasta fica ausente. É pai. Para sempre."

Escrito por Eduardo Sá Sexta, 07 Outubro 2011

Cuspir

E pronto... agora a moda é cuspir!!! Das duas uma, ou a moda vem da escola ou - e acho que esta última é a mais viável - observaste isso dos papás quando lavam os dentes, sim porque não é hábito familiar ou de amigos da família a bela da cuspidela. Digo isto porque agora, quando lavas os dentes, no final também começaste a cuspir, o que não acontecia. Como a tua pasta de dentes é daquelas de se engolir, uma vez que não sabes, ou melhor, sabias cuspir, não o fazias, limpávamos somente a boquinha. Agora queres cuspir. E pronto, tá bem! Agora, quando do nada começas a cuspir, já não "tá bem" não! Bom bom!

Ecoponto


My baby is so bigggg :)


Já fazes reciclagem! Em casa sempre fizemos e estamos a ensinar-te a separar o lixo-lixo do que poderá ser e é reciclavel. Tudo começou quando começaste a achar engraçado ir deitar coisas no lixo. Apanhavas uma coisa do chão lá em casa - migalhas principalmente - e ias logo direitinho ao lixo. Comecei então a pensar em começar a introduzir a reciclagem. Então quando tenho papel, ou plástico chamo-te e digo "vai pôr no saco azul ou amarelo" (conforme o produto) e tu lá vais todo contente e acertas sempre. Começámos assim e daqui a uns tempos, lá bem mais para a frente começaremos a fazer com que tu percebas que materias correspondem a cada cor. Se bem que acho que se continuarmos a fazer como fazemos, vais incutir que determinados materiais são para um e outros para o outro. O vidro ainda não te dou por razões obvias... podes deixar cair  e não tens ainda a noção do perigo do vidro partido. Quando fores mais velhinho :)
Para além do mais é sempre bom dar mini-tarefas aos mais pequenos... eles gostam e aos poucos vamos mini responsabilizando-os :)


sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Weekeeeeend uhuh :)

Estou de saída do trabalho. Vou saber como correu o teu passeio!!!
Fuiiiiiiiii
Muaaaahhhhhh


Dia de Passeio :)

E hoje vais (já deves lá estar ou então estás a caminho) à Biblioteca Municipal. Vais com a escolinha (e o que eu adoro estas iniciativas)!
Acordaste mais cedo que o normal para ti, uma hora, tinhas que lá estar às 9:00 top, quando costumas chegar, meia hora a 45 minutos mais tarde. Isto para dizer que foste meio ensonado, tadinho do meu menino. Dormes mal que "sa farta", mas de manhã noto que é quando o teu sono é mais calmo, sereno, portanto gosto de te deixar dormir o mais possível, mas hoje tive que ir estragar o teu soninho. Vá lá quenão fizeste birra, o que poderia acontecer dado teres sido basicamente acordado "à força", salvo seja!!! E pronto, espero que gostes do teu passeio... estou ansiosa para saber como correu, como te portaste, se gostaste, do que gostaste mais, quero saber tudinho :).
Boas leituras meu amor


quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Family Day

Hoje sim, foi um dia que amei!!! Os momentos a três têm sido muito poucos mesmo e o dia de hoje, não compensa a ausência do pai em muitos deles, mas alegra-me muito e enche-me muito o coração. Acordámos os três juntinhos, fomos passear para um (e único) jardim da cidade. Levaste o teu carrinho e lá andavas todo contente a conduzi-lo e a ser conduzido também! O jardim tem um mega parque infantil, muito bem apetrechado e lá te consolaste todo. O escorrega é, sem dúvida, o teu preferido, o baloiço muito pelo contrário... não lhe achas piada nenhuma! Depois de algum tempo de diversão viemos embora. Fomos almoçar ao fórum, comeste uma canjinha deliciosa, não quiseste mais nada. Quando já estavamos a ir embora, encontrámos uns amigos que também estavam a almoçar e quiseste roubar um bocadinho da gelatina da M., que nem hesitou duas vezes em partilhá-la contigo, uma fofura! Lá fomos todos para o teatro! Dia de Ruca! E foi lindo! Adorei! A tua expressão quando viste os bonecos no palco, o espectáculo todo, tudo uma novidade para ti! Estavas mega contente e eu emocionadíssima por te ver assim! A tua cara e aquele momento enchem-me de vida e compensam todos os maus momentos, ou momentos menos bons digamos antes assim! Tenho uma sorte com a vida que tenho, admito que sim! Mas os meus problemas são os meus problemas e são esses que os tenho que viver, têm a dimensão que lhes dou, e são eles que me fazem triste, "desesperançada", ansiosa, angustiada e muito mais, mas que agora não vêm para o caso. Não consigo explicar o que senti hoje, foi felicidade extrema como ninguém a não ser tu me consegues fazer sentir e dei por mim com as lágrimas a cairem-me cara abaixo! Ai ai! Sou uma lamechas de primeira, choro por tudo e por nada... acho que até é demasiadamente exagerado, mas pronto, eu sou assim! O espectáculo em si foi giro, aconselho... as crianças adoram, e se os nossos filhos adoram, nós amamos, não é verdade??? Porque a alegria deles é a nossa alegria e a felicidade deles é a nossa felicidade!
Ai ai, hoje só suspiro, mas ao contrário de muitos e tantos dias hoje são suspiros de pura felicidade - e com isto já repeti 500 mil vezes a palavra felicidade, mas hoje é, sem alguma questão de dúvida, a palavra do dia!!!

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Disappointment

E estava à espera do resultado de um concurso que houve para a minha área. Não fiquei! No fundo, no fundo já sabia que ia ser assim. Percebi logo para quem eram as duas vagas, mas a verdade é que bate sempre uma esperançazinha!!! Nunca vou conseguir sair daqui... que desespero!!

sábado, 1 de outubro de 2011

Indo eu, indo eu...

... A caminho de Viseu!!!
Estou no comboio com os pés regelados, se é q existe esta palavra. Trouxe o belo do casaquinho, ja sei como sou... Uma friorenta desmedida, mas o pormenor do pezinho escapou-se! Enfim, agora é aguentar mais duas horase meia disto! Ficaste em Lisboa com os avós, tio e bisas e ficaste feliz da vida!! Estou de volta mais logo!

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Ruca

A Família vai ver o Ruca ao vivo :).
Vai ser surpresa... ainda não sabes e vais adorar quando souberes.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Recadinho

Vi aqui e tive que roubar... espero que não haja problema!!!
É que aplica-se, NA PERFEIÇÃO!!! É para ti, sabes perfeitamente que sim!

"É muito melhor arriscar coisas grandiosas, alcançar triunfos e glórias, mesmo expondo-se a derrota, do que formar fila com os pobres de espírito que nem gozam muito nem sofrem muito, porque vivem nessa penumbra cinzenta que não conhece vitória nem derrota."
(Theodore Roosevelt)

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Desabafo

Hoje estou cansada, desgastada, frustrada, triste, revoltada, desiludida. Hoje, só hoje! Amanhã passa!

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Work

Tenho tido bastante trabalho nas últimas duas semanas! E estou cansada e farta!!! Este fim de semana tive que sair em trabalho. Fomos 6ª de madrugada, voltámos sábado à noite. Foi a vez que tive sem ti mais tempo e mais distante, fisicamente, claro. Nós vivemos bem cá em baixo e tive que ir lá acima, um pouco acima do centro. Foi estafante, secante e na minha opinião desnecessário, mas querem gastar dinheiro em encontrozinhos da caca tudo bem. Foi uma grande fantuchada, mas tive que ir, senão nem sei o que me aconteceria. No ano passado também houve, mas ainda mamavas e tinhas menos de um ano de idade, portanto estava protegida pela lei, quanto a trabalho fora de horas por ter um bebé a mamar... não fui!! E foi um filme... mil e uma ameaças, mas mantive a minha e ai deles que se armassem!!! Claro que não se armaram, aliás armar armaram-se mas não levaram nada, porque não tinham por onde pegar... eu tinha razão!! Este ano não tive safa, mas para o ano, se houver, não sei se me apanham! Acho que vai surgir um casamento ou baptizado de última hora... qualquer coisa do género!!! Enfim... morri de saudades tuas, sei que te portaste lindamente! Ficaste com os avós... o papá trabalhou também quase o tempo todo!! Ai, o que nos vale são os avós... o que tu adoras ficar com eles e eles contigo, claro!! Hoje dizias que não querias ir para a escola, querias ir para a casa "da fofó"!! Obrigada "fofós", são os maiores :)

Na qué i pá cola

Hoje pela primeira vez disseste que não querias ir para a escola. Estavas deitadinho a beber o teu leitinho. Acabaste de o beber e disseste "mãe, na qué i pá cola". Perguntei-te porquê, mas não respondeste. Arranjaste-te sem problemas ou birras e foste feliz e contente com o papá. Sei que ficaste bem na escola, portanto don't understand!!! Deve ter sido uma nóia qualquer.
Andas é um tanto ou quanto trocado... há duas semanas atrás deixar-te na escola era um filme, agarravas-te ao nosso pescoço, trepavas por nós acima, mas o processo de acordar e arranjar para sair decorria bem. Agora ficas bem na escola, mas acordas a dizer que não queres ir... e que tal um pouquinho mais de coerência meu amor. Estou a brincar, estes processos são todos normais, mas acho piada pronto, curioso!!!!

Não

É o que dizes cada vez que te perguntamos alguma coisa. Não interessa o conteúdo da questão. Sai logo um redondo não, mesmo que a seguir digas sim, primeiro tem que sair não. És mesmo do contra pá!!!!

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

No wedding

E quando, por volta das nove da noite, ligo aos teus avós para saber de ti, o vovô passa-te o telemóvel e só me dizes "mamã, mamã, mamã" - ouve-se o avô lá do fundo "manda um beijinho à mamã" - e ouço "amo-te mãe"!!!!
Atingiu-me em flecha o coração, deu-me vontade de largar tudo e todos e ir a correr para ti e dormir agarradinha a ti, no nosso sono que é tão nosso e que um dia vou morrer de saudades!!!

nota: não foste ao casório... ficavas melhor com os avós e nós também ficavamos mais relaxados... foi um casamento às 18h que se prolongaria, como realmente se prolongou, pela noite dentro!

Wedding

E, neste sábado passado, voltei a assistir a outra união linda de morrer!!!
Uma das minhas manas de coração, com quem cresci, casou-se com o seu príncipe encantado!! Se existem histórias de amor lindas, aquela é uma delas... namoro de anos, conhecem-se de gingeira, são cúmplices, amigos, amam-se como ninguém! Costumo dizer que se algum dia aquela união não der certo (bater na madeira), deixo de acreditar no amor!! Quem olha para eles e os conhece bem, vê aquilo que gostaria de ter... falo por mim e por muitos amigos em comum... é um comentário frequente! É um amor inspirador... vemos neles o que procuramos, uma espécie de inveja saudável (espero que entendam o conceito) - queremos muiiiiitttttoooooo a felicidade deles, mas também a queríamos ter, capicce?
A festa foi linda, tinha a cara deles. Foi na praia...
Na verdade eles já são casados há um ano e meio aproximadamente, mas a festa ainda não tinha sido feita. São emigrantes e lá no país onde estão se forem casados têm muitas mais regalias. Foram ao consulado português e deram o nó. Agora quiseram partilhar o amor connoso e ofereceram-nos uma festa magnífica, perfeita, como o seu amor!!!
Amor é aquilo que vi e senti!!!
Filho espero sinceramente que vivas um amor assim!


terça-feira, 13 de setembro de 2011

Pediatra

Hoje tivemos consulta. Não era suposto, só ficaste de lá voltar aos 2 anos e meio, faltaria, portanto, mês e meio. Mas há uns tempos que andava muito ansiosa. Tens um caroço no pescoço que me andava atormentar. Não consegui conter-me e esperar praticamente mais dois meses (muito já esperei eu) para que o pediatra visse isso. Marquei consulta e pronto. Hoje às 19 horas lá estávamos. E está tudo bem! O caroço são simplesmente gânglios, o que eu já suspeitava, mas como achava que era um tanto ou quanto para o grandote estava em alerta e mãe em alerta, leva a mãe ansiosa, o que leva a mãe mais rabugenta, insegura e cansada. Hoje já sou uma mãe mais calma e mais serena. Claro que a consulta decorreu normalmente, como se fosse a consulta dos dois anos e meio... simplesmente antecipada, that's it. Fizeste uma choradeira imensa, parece que o Dr te ia comer e logo ele que é tão simpático e atencioso. Estás óptimo. Vamos fazer umas análises ao sangue simplesmente para ver se a tua tosse tem origem alérgica ou não. Tens muitos ataques de tosse, e eu acho que é alérgica. Mas agora vamos tirar as teimas.
O que eu gosto do meu pediatra... por mim ia visitá-lo todas as semanas... ai que mamã tão hipocondríaca e paranóica.
Enfim... estou feliz!
Para mim não há nada melhor que saber que tens saúde para dar e vender... faz-me feliz, tão feliz!!!

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Ressaca de filho

Nos últimos dois dias tem sido non stop das 9:30 às 00:00. Se estive contigo uma hora nos dois dias foi muito!! Têm sido dias intensos, cheios de trabalho e expectactivas... espero ao menos que dêm frutos (tanta esperança). Tenho saudades tuas, tantas e sei - porque noto - que também tens minhas! O que me conforta é quando me deito, sim, tens dormido comigo "a cama da mamã" tens pedido nestas duas últimas noites, coincidência! Eu nem penso duas vezes, dormir agarradinha a ti, com o teu cheiro e os teus mimos é impagável e sempre conforta o coração saudoso aqui da mummy.
Hoje e amanhã a correria continua, mas domingo sou toda tua meu amor!!!
Amo-te infinito mais além

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Hãn????

Pronto agora apanhaste este vício. Cada vez que falamos contigo respondes com "hãn" e repetes 3 ou 4 vezes! Don't like it, dá-me cá um nervoso miudinho!!

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Paragem cardíaca

É o que acontece quando o telefone toca e vemos o número do infantário! Dá-me sempre um trecozinho!! O que vale é que felizmente acontece de tempos a tempos!! Sou só eu ou mais alguém se acusa por esses lados???? É pancada exclusivamente minha ou também tenho companheiras que sofrem do mesmo mal?
Ligaram para saber como tinha passado o fim de semana porque tinha vomitado a sopa do almoço e não queria comer mais nada. Passou o fim de semana muito bem, mas realmente hoje de manhã fez uma diarreiazita no bacio. Pensei que fosse uma situação pontual, mas tou a ver que há qualquer coisa ali na barriguinha do meu puto que não tá a jogar muito bem não! Uma vez que não foi pontual, espero ao menos que seja passageiro e não precisemos de recorrer a hospitais, médicos e afins!!
Ainda estou meio a tremelicar, o coração já está mais calmo, mas acelerado ainda!
Claro está que agora ansiosa estou para o ir buscar e ver com os meus olhinhos como é que ele está!!!

Babies

Como já tinha dito aqui e aqui temos bebés a caminho!!!!
Da minha mana do coração, de quem tenho falado muito ultimamente, com quem passámos férias, quem fomos visitar há dois fins de semana... essa mesmo!!! Sexta feira ligou-me feliz! Foi fazer a eco morfológica do primeiro trimestre e está tudo óptimo, com um bónus da notícia de que tudo indica que será uma menina (90% de certeza). Já temos o R. e assim se fica com o casalinho feito.
Quanto à outra gravidez, a dos nossos primos, SURPRISE, são gémeos... godddd!!! Ainda não falei com eles, mas segundo parece, a mãe está conformada, o pai em pânico, desnorteado! De um filhote passam a três!
Eu estou feliz e o que eu penso e digo é que venham todos com muita saúde que é o que é preciso... tudo o resto se conquista!
Parabéns à famelga toda!!! Queremos bebés!!!
Babies, babies, babies!!!!!

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Relíquias

"Qué xe paxa aqui????"

Com as mãos na cintura, sai-se com esta e com uma expressão facial que só visto.
Isto dito após uma longa viagem, em que chegámos tardíssimo e após um bom sono, salta do carro, vivíssimo da silva e sai-se com esta.
Claro está que eu, pai e tio olhámos uns para os outros a tentar perceber se ele tinha dito mesmo aquilo e ouve-se novamente.
Gargalhada geral às 03:30 da manhã na cave/garagem do nosso prédio.

Reencontros

Este fim de semana voámos até "à nossa família do norte"! E que bom que foi! O nosso sobrinho do coração fez 3 aninhos e milagrosamente o meu fofão estava de folga, coisa raríssima como já sabem! Claro que marido de folga ao fim de semana é sinónimo de nos pormos na "alheta"! Este não foi diferente! O aniversariante está enorme, lindão e mega smart... a mãe começa a querer a salientar a sua barriguita de grávida e o pai, a calma em pessoa, sempre bem disposto! São sem dúvida das melhores companhias! Adoro-os... fazem-me bem! Eu que sou assim "pó" eléctrica, eles transmitem-me serenidade, harmonia, são um enorme suspiro na minha vida, o meu suspiro! Estes foram os tais amigos com quem também passámos férias e volto a dizer, melhor não há! Os nossos filhos gostam muito um do outro, brincam, discutem também, são solidários um com o outro, choram e riem juntos, partilham o mesmo bacio, gostam de dar a mão quando andam no carrinho de passeio, puxam um pelo outro na altura de comer, é uma maravilha, e são momentos como os que já vivemos até aqui juntos que queremos repetir mais!
O fim de semana não podia ter sido melhor, reencontrei pessoas que não via já há muito tempo e o meu filho fez as delícias de todos... é que o raio de puto é tão bem disposto, tão engraçado e acrescentando o ar de reguila é a junção perfeita para todos partirem a moca a rir contigo, para além de que tocas no coração de todos... basta dizer uma vez o nome de determinada pessoa que já não esqueces mais, e depois sem qualquer problema vais ter com aquela pessoa "nova" para ti e pedes o que tens a pedir, chamando-a pelo nome... o que derrete as pessoas porque pensam (correctamente claro) que tu foste ter com ela e não com outra porque gostaste mais dela - até decoraste o nome e tudo!! - mas o certo é que fazes isso com toda a gente, vais rodando.
Deliciámo-nos também com a bela da tripa de chocolate, boa, mas boa (já comecei a salivar)!!!
Foi bom, mas passou depressa... demais!
Já saímos tarde, o que fez com que chegassemos tarde, ainda tivemos que fazer uma paragem em Lisboa para apanhar o tio e claro aproveitamos para dar uns beijinhos e enganar as saudades aos avós que estavam a passar uns diazinhos e aos bisavós, residentes na capital.
Portaste-te lindamente nas viagem, como sempre e desde sempre. Eu aterrei mal saimos de Lisboa e acordámos os dois quando chegámos a casa. O tio trouxe o carro e o papá veio a fazer-lhe companhia.
No dia a seguir não foste à escola, estavas podre, até eu!! Estavas com o sono todo trocado... andaste-te a deitar tardíssimo no fim de semana, não dormias muito, acordavas com as galinhas, god! Para além do mais a viagem também mói. Tá bem que vieste praticamente sempre a dormir, mas nada é como a nossa caminha! 2ª feira dormiste com o papá até à uma da tarde, foi um fartote!!!
Quero mais fins de semana assim!!!!!

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Sunset Party

E não é que fui curtir um "sunsetzinho" com as minhas colegas a seguir a um dia de trabalho??!!
Faz amanhã uma semana e confesso que já não me divertia assim há imenso tempo...ADOREI!
Acontece que cá por estas bandas do país é muito recorrente de uns verões para cá fazerem-se festas na praia no final da tarde, as ditas Sunset Parties que até tiveram notoriedade nos jornais nacionais.
Bom foi tudo combinado com a devida antecedência para ter tempo de programar com o meu fofinho para ficar com o fofinho mais pequenino. Como ele trabalha por turnos tem que ser sempre assim, combinado com antecedência para dar tempo de se fazer trocas de turno, se for o caso ou se não for o caso, saber que não deve trocar naquele dia se algum colega pedir. Ele, como acha que eu deveria ter mais momentos de lazer (para eu relaxar como diz) achou muito bem a ideia de ir dar um pezinho de dança.
A festa foi do melhor que há, nem muita gente nem pouca, o ideal! A companhia foi genial, a boa disposição esteve em altíssima e a música foi assim qualquer coisa de fenomenal... era o meu estilo, tinha a minha cara, tudo a ver comigo... chegou uma altura em que desliguei do mundo e era eu, a música... a música e eu... ah claro e o cenário maravilhoso...mar!! A temperatura estava como se quer, boa, portanto juntaram-se todos os ingredientes para um final de dia muito bem passado! Loved it!!!
Para o ano há mais, que este ano já acabou... com o Agosto a ir embora, vão também as big parties cá da região!

not me